Um doce de escova

0
889

Foto:

Maurício: cabelos com movimento

Nada faz tão bem para a autoestima de uma mulher quanto ela cuidar de si mesma. E isso inclui roupas, unhas, e principalmente o cabelo. Não só a mulher brasileira, mas qualquer mulher do mundo tem um relacionamento muito próximo – e intenso – com o seu cabelo. Para quem sonha com fios lisos, uma das alternativas mais usadas era a temida escova progressiva com formol. O problema é que, além de o cabelo ficar liso demais e sem vida, o formol traz muitos riscos à saúde.
A indústria de cosméticos vem procurando opções mais saudáveis para você e seu cabelo. Uma das grandes novidades é a escova de cana-de-açúcar. Quem explica é o cabeleireiro Mauricio Mafra, técnico da L’Oréal e proprietário do salão Hair.Lux, da Vila Romana. “Em uma pesquisa feita com o etanol, cachaça e açúcar, sobraram partes desse processo, o que eles chamam de substrato. Eles pesquisaram e viram que ele tinha um PH ácido muito fácil de ser utilizado na área cosmética, que não tinha danos para a saúde ou a pele”, diz.
Um dos maiores diferenciais da escova de cana de açúcar, se comparada com a progressiva de formol, é que você consegue um cabelo mais disciplinado e também o profissional consegue controlar qual o efeito desejado no cabelo, desde um resultado mais relaxado até o mais liso. Outra vantagem é que esse procedimento não impede que outros sejam feitos no seu cabelo, como hidratação e coloração. Ele não tem nenhuma restrição quanto ao tipo de cabelo ou idade. “É bem testado pela Anvisa, que é um órgão extremamente respeitado e foram feitos vários testes”, ele completa.
E como a cana-de-açúcar funciona? “É um processo em que o ácido penetra no fio de cabelo e amolece a estrutura interna e aproveitamos esse amolecimento para entrar com a escova e chapinha ou apenas escova. O cabelo fica macio, natural”, explica. E vale ressaltar que não é definitivo. Se você quiser continuar com o efeito, ele aconselha fazer a cada dois meses. E você mantém a flexibilidade de poder brincar com seu cabelo, fazendo babyliss, escova, entre outros, pois o cabelo fica com movimento.
“É uma neurose achar que cabelo chique é aquele cabelo esticado, não é. Cabelo chique, sensual, é cabelo que tem movimento. Está na hora de a brasileira perceber o poder da sensualidade que ela tem”, ele completa. E que mulher não gosta de estar de bem com seu cabelo?

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA