Casa do Norte é cozinha nordestina na Vila Ipojuca

0
1463

Foto: Gerson Azevedo

Gerson Azevedo
Carne de sol, uma das especialidades da Casa do Norte

É grande a contribuição dos imigrantes nordestinos na vida de São Paulo. José do Carmo, dono da Casa do Norte, na Vila Ipojuca, veio para melhorar a vida e oferece pratos da deliciosa culinária do nordeste.

A história do pernambucano de Limoeiro, José do Carmo, é do imigrante que veio para São Paulo em busca de trabalho e uma vida melhor. “Não foi fácil. Cheguei aqui sem conhecer ninguém”, relata. Ele conta que encontrou que trabalhou como segurança e um emprego em um mercadinho na Ipojuca. A partir daí, com muito esforço e trabalho conseguiu juntar dinheiro e tempos depois comprou o negócio onde era funcionário. Posteriormente transformou o mercadinho em restaurante e daí surgiu o restaurante Casa do Norte.

2204-Casa do Norte-GA (4)José do Carmo quem definiu o cardápio e treinou a equipe de cozinha. A família também está presente na administração do restaurante. Para abastecer o restaurante, o empresário informa “compro ingredientes no Ceagesp e no Mercado da Lapa entre outros fornecedores. A carne de sol eu preparo aqui mesmo”, faz questão de informar sobre um dos pratos mais pedidos pela clientela.

Entre os pratos tipicamente nordestinos que a clientela encontra no restaurante Casa do Norte está o baião de dois, que como todos os pratos executivos é acompanhado de arroz, feijão, fritas, salada e molho vinagrete. E todo dia tem uma sugestão diferente. Na segunda, virado a paulista, terça, bife a rolê e dobradinha, quarta e sábado é a tradicional feijoada (em dois tamanhos), quinta, macarrão com frango e na sexta, peixe com molho de camarão. Tem também a versão comercial. “Opções para comer bem e gastar pouco”, lembra.

feijoadaA casa serve café da manhã completo e em breve terá tapioca no cardápio. No almoço, são várias as opções entre o comercial, os pratos executivos e os pratos para quem quer dividir. Além dos pratos nordestinos, há opções variadas como rabada, filés a parmegiana entre outras sugestões. Para citar uma sugestão para ser dividida, José do Carmo indica o baião de dois que acompanha dois bifes de carne de sol, queijo minas com arroz carreteiro, feijão de corda, lombinho, calabresa, bacon e manteiga do norte. A feijoada é outra opção

Como bom nordestino, o restaurante Casa do Norte tem uma variedade de cachaças lá do nordeste e de outras regiões do Brasil. Também oferece sucos naturais de frutas, além das bebidas tradicionais. Para completar a refeição, tem opções de doces e se o cliente quiser pode levar para casa uma barra de rapadura nordestina.

O empresário comenta que durante o período de quarentena da pandemia trabalhou muito com o sistema de delivery. “Foi uma maneira para manter o negócio, mas foi difícil e agora que estamos vacinados o ritmo está voltando aos poucos”, comemora ele que contraiu o Covid-19 e passou cerca de dez dias internado na UTI. Ciente da doença manteve o otimismo e diz que nos dias internado no hospital, tinha fé e “sabia que iria sair curado e voltaria para a família”, afirma.

O ambiente é formado por um salão simples e balcão no lado esquerdo. Tem capacidade para atender até 100 pessoas. O ambiente é bem cuidado e organizado. Para quem deseja pedir os pratos do Casa do Norte, basta ligar para o WhatsApp 98154-7762 ou os telefones do delivery: 3673-0530 e 3872-3749. Fecha aos domingos. (GA)

Casa do Norte Bar e Restaurante, Rua Maracanã, 18, Vila Ipojuca, Telefone 98154-7762 (Whats), facebook.com/acasadonorterestaurante

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA