Negócio de família

0
1320

Foto:

Alexandre e Sr. Augusto na loja

Há noventa anos, em terras portuguesas, nascia Augusto Vieira Gomes Dias, um dos filhos de Antonio Vieira Dias e de Tereza Gomes Dias. Juntos tiveram 13 filhos, mas três deles morreram e então ficaram cinco homens e cinco mulheres. Quem contou esse detalhe à reportagem foi o próprio personagem da edição de março do Guia Daqui no recinto que ele mesmo construiu e administrou – a Nova Ótica – e depois confirmado pela filha do meio, que seguiu na direção da empresa familiar.
Nosso artigo fala de tradição e de empreendedorismo, mas destaca também uma dose do destino. A família chegou ao Brasil e se instalou na pequena Assis, cidade do interior paulista que fica a 430 quilômetros da capital. Lá, na pequena cidade onde tudo começou, Antonio Vieira, estimulado pela profissão de ourives a que se dedicava, abriu um pequeno negócio para atender a freguesia que começava a seduzir com o seu trabalho.
“No começo meu avô usou caixotes de maçãs para improvisar um balcão para dar atendimento à clientela com conserto de jóias e relógios”, conta a empresária. E diz mais, ratificando o conceito de empresa familiar que comemora 80 anos de existência. “Começamos com uma relojoaria, logo depois, ao lado da relojoaria abrimos uma loja de móveis. Mais tarde foi a vez de abrir uma loja de eletroeletrônicos – tudo em Assis, na Avenida Rui Barbosa”, relembra.
Ajudar o pai no pequeno negócio foi para Augusto Vieira uma tarefa que começou muito cedo e, quando resolveram trabalhar com óculos, o filho determinado procurou especialização no setor, se formando no ano de 1950. Nascia a Nova Ótica na avenida Rui Barbosa, na pequena Assis. Casado com Noêmia Ferreira Dias e pai de três filhas, Augusto abriu as fronteiras e veio para a capital expandir os negócios. Nessa trajetória, a filha do meio se casou com Alexandre Carlos Magalhães, a peça fundamental que faz girar a engrenagem dos negócios até hoje.
Nas vitrines iluminadas, marcas de óculos renomadas e modernas provocam dúvidas por qual escolher. Ray Ban, Calvin Klein, Prada, Victor Hugo e outras tantas desejadas pelo consumidor estão lá, nas mãos de quem entende do assunto.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA