Nilton Cesar solta a voz

0
577

Foto: Gerson Azevedo

Gerson Azevedo
Nilton Cesar e uma carreira de sucesso

São quase sessenta anos de carreira. Desde a Jovem Guarda o cantor Nilton Cesar, dono de uma potente voz, faz shows pelo Brasil e no exterior. Morador da Vila Anastácio, ainda tem muito a oferecer aos seus fãs.

Nilton Cesar mora em um confortável condomínio na Vila Anastácio desde 2017. Na sala de seu apartamento, ele exibe parte dos inúmeros troféus recebidos durante a carreira. “É apenas uma parte dos muitos que recebi na carreira”, diz.

Mineiro de Ituiutaba, desde criança Nilton cantava os sucessos que ouvia no rádio de casa. “Na escola, a professora sempre me chamava para ir na frente da turma para puxar o hino”. A família o mandou, aos 18 anos, ao Rio de Janeiro para estudar. “Mas eu vi nesta mudança, uma oportunidade para ir em busca de meu sonho: cantar profissionalmente”, conta.

No Rio foi se enturmando com o pessoal da música e foi se destacando. “Muitas pessoas viram meu potencial e me ajudaram”. Oficialmente a carreira como cantor teve início em 1963 e no ano seguinte, ele gravou seu primeiro disco “Nilton Cesar I“, aos 24 anos.

Ele gosta de contar algumas histórias. Perguntado se sua vida não daria um livro o cantor diz que sim. E explica por que não pretende escrever. “São muitas histórias. Porém, se fosse escrever um livro além de contar a minha história teria que falar sobre outras pessoas e não poderia mentir. Então, é melhor que as histórias fiquem comigo!”

A carreira de Nilton Cesar o levou a gravar “umas 500 músicas. Minhas e de outros autores”, diz. A discografia impressiona: 38 LPs, 20 CDs, 15 compactos simples (discos com uma música de cada lado) e outros 20 de compactos duplos (duas música em cada lado).

Conta que hoje a carreira de um artista é diferente. “Antes, você gravava uma música e divulgava no rádio e na TV e os fãs compravam o disco nas lojas. Hoje, as gravadoras praticamente sumiram, na internet você tem todas as músicas e o artista nada ganha. E o que eu faço? Quando faço um show, levo os meus CDs para vender. É claro que os fãs querem um autógrafo e também fazem questão de tirar uma selfie!”, resume.

Entre os maiores sucessos, o cantor diz que algumas delas não pode deixar de cantar, seja em shows ou em programas. São elas: “A Namorada Que Sonhei”, que o Chacrinha, o Velho Guerreiro também popularizou como “Receba as Flores…”, tem letra de Osmar Navarro, parceiro de muitas músicas com Nilton Cesar e “Férias na Índia”, outro hit de seu repertório. “E não só os fãs mais velhos, os mais novos conhecem e pedem essas canções”. Tem também a “Professor Apaixonado” (de Jair Rodrigues), “Espere Um Pouco, Um Pouquinho Mais” (versão de Dino Rumos/Osmar Navarro) e “Sapato Apertado” (Nilton Cesar). Os ritmos vão do rock’n’roll ao romântico mais puro mostra que o cantor é eclético no repertório. Ele que era um dos galãs da Jovem Guarda, programa comandado por Roberto Carlos na TV Record.

Nilton Cesar-GA (18)Ele conta que no início da carreira teve apoio de outros artistas como Nelson Gonçalves, que me deu o seguinte conselho: “cuidado com as mulheres e as drogas”. Como nunca bebeu, fumou ou “cheirou”, foi fácil ficar longe das drogas. Quantas às mulheres ele conta que assim como hoje, “o assédio sempre foi muito grande mas sempre fui fiel”. Ele tem dois filhos e uma netinha.

Se diz grato à pessoas como Silvio Santos “o maior de todos”, Agnaldo Rayol, Roberto Carlos, Agnaldo Timóteo, Nelson Gonçalves e outros. “Sou amigo mesmo para os quais emprestei dinheiro e nunca recebi de volta!”, conta com certa ironia.

Se fosse começar hoje, Nilton Cesar acha que hoje a concorrência é muito maior mas “quem tem talento e batalhar, vai chegar lá!”. Entre os novos faz um elogio à Anitta, além da beleza da morena. “Não gosto de funk, mas ela tem boa voz, sabe administrar a carreira com muito profissionalismo e já vi e a ouvi cantando música popular brasileira e se saiu muito bem!”, confessa o cantor.

Além carreira musical, Nilton Cesar conta que sempre teve muito cuidado com o dinheiro que ganhou e ganha. “Desde o início da carreira, investi em imóveis. Tive um escritório onde administrava minha carreira e de colegas”. Nilton Cesar diz que morou em Perdizes e tem alguns imóveis na zona Oeste, entre os quais dois postos de combustível. Conta que é amigo da Luciana Borges, dona da Luciana Imóveis, “minha amiga e com quem fiz alguns negócios”, narra.

CD com os 20 sucessos do cantor (foto/Gerson Azevedo)
CD com os 20 sucessos do cantor (foto/Gerson Azevedo)
Atualmente faz shows pelo Brasil, além de apresentações na TV e programas de rádio. Conta que é muito requisitado para fazer festas de bodas para casais “Muitos deles se conheceram em shows meus e sempre é emocionante saber desta ligação na vida das pessoas”. Uma vez por ano, parte para o Estados Unidos e Canadá para uma excursão. “Antes, ia mais vezes”, lamenta. E parar não está nos planos do artista. “Vou cantar enquanto tiver vontade e voz!”, explica. Pelo visto, vai longe. (GA)

niltoncesar.1@bol.com.br

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA