Lilia Cabral, da Vila Romana para o sucesso em ‘A Lista’

0
2275

Foto: Divulgação/Pino Gomes

Divulgação/Pino Gomes
Lilia e Giulia, na vida e no palco em 'A Lista'

Lilia Cabral, atriz consagrada no teatro, na televisão e no cinema, morou na Vila Romana e depois de uma década retorna a São Paulo com a peça A Lista ao lado da filha Giulia Bertoli.

Lilia Cabral incorporou vários personagens nas diversas novelas que participou. Foi esposa de um comendador, como Pereirão, viveu uma mulher capaz de consertar tudo e ser romântica. No cinema foi Maria do Caritó.

Até 1984, Lilia viveu na Vila Romana, em um sobrado na Caio Gracco próximo ao teatro Cacilda Becker. Morou na Rua Caio Graco em um sobrado e estudou em escolas da região. Aqui, estudou na Escola Estadual Pereira Barreto e na Escola Experimental da Lapa. Foi estudar artes dramáticas sem que os pais soubessem. “Meu pai não queria que eu fosse atriz. Só ficou sabendo quando já estava atuando em pequenos grupos de teatro. Aí, não teve jeito”, lembra a atriz que começou a carreira profissional atuando na TV Tupi, no Sumaré. Em entrevista para a Veja São Paulo, Lilia acha que a cidade se deteriorou muito. “Pessoas morando na rua é muito triste”

A Lista_8528_fotos Pino GomesEntre as novelas que atuou, as mais memoráveis foram Páginas da Vida (2006), A Favorita (2008) e Vale Tudo (1988) e se tornou mais conhecida graças ao desempenho como Griselda da Silva Pereira, “o Pereirão” em Fina Estampa (2011).

Nas últimas décadas, por conta do trabalho na TV Globo, mudou-se para o Rio de Janeiro e pouco veio a São Paulo. Por conta da pandemia, ficou quase dois anos em que ficou em seu apartamento, juntamente com a filha e também atriz Giulia Bertoldi é tão significativo. O retorno aos palcos de São Paulo, dez anos depois, é comemorado pela atriz.

Quando o texto de Gustavo Pinheiros foi apresentado às duas atrizes, elas aceitaram. “Quando o Gustavo nos fez o convite eu adorei, porque eu e Giulia estávamos pensando em fazer um trabalho juntas no teatro. Lemos o texto e foi uma delícia! Fomos trabalhando juntos, sugerindo ideias e, quando vimos, estávamos dentro de um processo de criação gostoso. Rapidamente nós já estávamos interagindo com as personagens, tal a facilidade e a popularidade da peça e a dramaturgia clara, eficiente, sonora, divertida e, principalmente, emocionante. Acabou sendo uma surpresa muito gratificante, está sendo um belo encontro!”, afirma Lilia, que pretende seguir com a peça para novas temporadas e planeja adaptar o enredo do espetáculo para uma série de televisão.

Lilia e Giulia em cena em 'A Lista' (Foto/Bob Sousa)
Lilia e Giulia em cena em ‘A Lista’ (Foto/Bob Sousa)
Para Giulia, a primeira palavra que lhe vem à cabeça quando pensa em “A Lista” é “encontro”: o encontro entre amigos de longa data que queriam trabalhar juntos, o encontro entre mãe e filha, o encontro entre gerações, o (re)encontro com o teatro e, acima de tudo, o encontro entre duas vizinhas que tem tanta coisas em comum. Para a atriz, “A Lista resgata aquilo que nós seres humanos temos de mais especial: a comunicação. Estou muito feliz de participar desse projeto, com essa equipe tão especial e, mais feliz ainda de poder, de alguma forma, estar perto do público, mais uma vez. O teatro aproxima as pessoas. E, se ele não pode nos aproximar fisicamente, então que ele nos aproxime pelo que o ser humano tem se melhor: sua capacidade de compartilhar sentimentos”, afirma Giulia em sua segunda experiência profissional no teatro.

Para o diretor Guilherme Pica, unir as duas atrizes, “foi uma alegria conduzir esse encontro de duas gerações, mãe e filha, numa comédia dramática cheia de poesia e afeto”, afirma. Piva, amigo de longa data de Lilia, com quem já havia trabalhado como ator em novelas, como “Chocolate com Pimenta”, atualmente em reprise no Canal Viva.

A Lista foi encenada online durante a pandemia e foi vista por mais de 170 mil espectadores. Posteriormente a peça foi apresentada parcialmente para plateias reduzidas, atendendo as orientações sanitárias da época. Em 2021, com o avanço da vacinação e obedecendo as regras sanitárias, o espetáculo foi apresentado em teatros com mais de mil pessoas, no Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre. A peça que chega a São Paulo é a peça na íntegra, pela primeira vez.

Lilia comenta que “tivemos a oportunidade de ir experimentando. Os meses de pandemia nos permitiram esse amadurecimento do processo. Diante da resposta a esse pequeno trecho que apresentávamos, constatamos que é um trabalho muito poderoso. Rapidamente o público interage e se identifica com as personagens, tal a comunicabilidade da peça e a dramaturgia clara, eficiente, sonora, divertida e emocionante. Então decidimos seguir adiante e fazer a montagem integral do texto inédito”, explica a atriz.

Na peça, Lilia interpreta Laurita, uma aposentada que, por força das circunstâncias, se vê obrigada a estabelecer contato com a vizinha, a jovem Amanda, vivida por Giulia. O encontro detona um turbilhão de sentimentos, lembranças e descobertas que marcarão suas vidas para sempre.

A Lista, texto de Gustavo Pinheiro e direção de Guilherme Piva está em cartaz no Teatro Renaissance até 12 de junho com sessões aos sábados, às 20h30, e domingos, às 18h. Duração 80 minutos. Classificação etária 12 anos. Ingressos à venda em www.olhaoingresso.com.br (GA)

A Lista, Com Lilia Cabral e Giulia Bertoldi, Teatro Renaissance, Alameda Santos, 2.233, Jardim Paulista

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA