Vizinho e campeão mundial de kettlebell

0
172

Foto: Arquivo Pessoal

Arquivo Pessoal
Claudio levanta o troféu pelo primeiro lugar, na Itália.

Claudio Novelli é um sujeito que pega no pesado, literalmente. Ele se tornou campeão mundial em kettlebell em Milão, na Itália, em maio último.

Morador da Vila Ipojuca desde 2017, Claudio Novelli é um atleta em tempo integral. Ele pratica o kettlebell modalidade mais conhecida por quem frequenta academias de musculação ou crossfit.

KGB-DL-26-TG

Em linhas gerais, o kettlebell é um equipamento usado para exercícios musculares. É uma bola de ferro fundido com uma alça. Pela semelhança com uma chaleira (kettle) ganhou o nome.

O esporte é praticado, segundo historiadores desde o século 16. Foi na Rússia, onde é também conhecido como gyria que o esporte tem mais praticantes, principalmente entre os militares. É muito praticado por atletas e lutadores em geral. Ucrânia, Bielorússia, Itália e Casaquistão são países onde o esporte é popular.

O kettlebell serve para aumentar a resistência e a força muscular. Nos Estados Unidos, a modalidade foi introduzida por Pavel Tsatsouline como kettlebell training.

Claudio é atleta de kettlebell desde 2010. “Sempre fui atleta. Pratiquei artes marciais como judô, karatê, jiu-jitsu e academias de musculação. Sou formado em educação física e com pós-graduação e  doutorado, fiz fisiologia na Escola Paulista de Medicina”, resume seu currículo.

A atividade física para Claudio é rotina e ele recomenda que todo mundo tenha uma prática esportiva para ter uma boa qualidade de vida. Ele conta que se preparou por meses para  o campeonato mundial na Itália, em maio. A programação diária constou de treinos intensivos e alimentação balanceada. “Perdi no período 17 quilos! e graças ao apoio da minha mulher e dos colegas do Instituto de Perfomance Samoral (onde é professor e local de treino, desde 2011), teria sido difícil conseguir chegar ao campeonato mundial”.

Claudio e Ana (arquivo pessoal)

Claudio e Ana (arquivo pessoal)

Claudio criou a KGB (Kettlebell Girevoy Brasil), além de promover o esporte também organiza competições, promove clínicas e workshops com a presença de atletas, incluindo estrangeiros.

O kettlebell é praticado por homens e também por mulheres e não tem limite de idade. Cada peça tem 16, 24 ou 32 quilos cada uma. Nas competições, os pesos são limitados de acordo com o atleta. Homem ou mulher, amador ou profissional. Os pesos de 32 kg são usados por atletas homens.

KGB-DL-01-TGPara um movimento perfeito, lembra Claudio, é preciso técnica e perfeição no levantamento. “Muita coisa precisa ser levada em conta: respiração, concentração, técnica, controle. A biodinâmica precisa ser observada.”

Nos dias de treinamento, Claudio chega a levantar mais de 3 toneladas de peso em uma série de 50 levantamentos com 32 quilos em cada braço! Ele é campeão mundial na categoria amador, veterano, com peso entre 80-87 kg. Em 10 minutos, ele conseguiu fazer 63 levantamentos. O segundo colocado, 61. “O calor da arena e o ar seco atrapalharam, mas consegui manter a concentração, a respiração e levantar o campeonato”, diz orgulhoso.

KGB-DL-14-TGClaudio custeou passagem, inscrição e hospedagem para participar do mundial. Lamenta a falta de apoio. Claudio embarcou com a esposa Ana Lúcia, arquiteta e decoradora e também atleta de kettlebell, “E acabamos pagando mais caro pela passagem aérea por conta da Copa na Rússia. Mas depois do campeonato, fizemos um merecido tour pela Itália”. Ele continua se preparando para outros eventos e pretendo buscar o bicampeonato. Ainda não está definida a sede. (GA)

www.facebook.com/novelli.claudio

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA