Paixão pela comédia

0
1495

Com vários shows programados para este ano, o ator, comediante e morador do Alto da Lapa, Marcelo Mansfield, pioneiro do gênero stand up no Brasil, fala sobre sua vida, sua carreira e seus planos futuros. Acompanhe.

Dono de um humor ácido, que destila com certa ironia inocente, o ator e comediante Marcelo Mansfield iniciou sua carreira fazendo performances fora do país, exatamente em Los Angeles, EUA. “Já comecei na comédia e, de volta ao Brasil, tive a sorte de fazer muitos comerciais (mais de 500 filmes publicitários, entre os quais das marcas Nescafé, Consul, Ford, Chevrolet, Lada, Nestlé e Kellogg’s), o que me deu um fundo de caixa pra produzir meus primeiros espetáculos. Nos anos de 1980, tinha pouca gente nova fazendo comédia, o que foi perfeito porque já comecei lotando teatro… depois fui pra TV, pro cinema, mas o palco sempre foi o meu porto seguro”, conta.

Na televisão, Marcelo teve seu próprio programa de humor, o “Marcelo Mansfield Show” na TV Gazeta. Já no Canal São Paulo, ele produziu e apresentou por oito anos o TVlândia e dirigiu alguns episódios de outro programa chamado Cafiaspirina (depois rebatizado de Cafi-break) com o também ator e comediante Carlos Farielo. Interpretou o Doutor Barbatana, no Rá-Tim-Bum, e o Presenter, no X-Tudo, ambos da TV Cultura, que foram ao ar nos anos de 1989 e 1992 respectivamente. Fez algumas participações em programas como “A Diarista” (2005) e “Zorra Total” (2007) e em 2011 entrou para o “Agora É Tarde”, onde permaneceu até o ano passado (2015). Embora tenha feito muita coisa na televisão, Marcelo confessa que prefere outros meios de comunicação. “Não sou muito fã de TV… trabalhar com Danilo e depois com Rafinha no “Agora é Tarde” foi ótimo, mas acho que agora tá na hora de novidades, novos formatos, tanto que optei por ficar na Band e cumprir meu contrato com o programa, do que seguir a turma porque, pra mim, já tava na hora de parar com TV”, explica.

Entre os seus trabalhos mais importantes fora da televisão, ele, que foi pioneiro do gênero stand up no país, cita “Nocaute”, primeiro solo do gênero; o “Clube da Comédia”, que também revelou Rafinha Bastos, Oscar Filho e Danilo Gentili; e “Terça Insana”. “Enfim… muita água já passou debaixo desta ponte”, brinca.

Sobre os trabalhos que mais gostou de fazer, ele cita seu atual stand up “Uma Noite com Marcelo Mansfield”, no qual ele acrescenta aos textos cenas criadas durante toda a sua carreira. “No teatro é muito tranquilo, fico muito à vontade. Eu canto, faço piada, faço quadros…”, revela.

O artista, que sempre fez turnê pelo país e também pelo exterior, diz estar fazendo algo diferente este ano: uma turnê dentro da cidade de São Paulo. “Iniciei no Teatro UMC, na Vila Leopoldina, depois fui pra zona leste no Teatro Fernando Torres, e agora em julho vou estar todos os sábados no Teatro do Shopping Jardim Sul, na zona sul… fecho de volta ao UMC, do lado de casa”, complementa. Até 30 de julho, o espetáculo de Marcelo será apresentado sempre às 21h, todos os sábados do mês. Já em setembro e outubro, ele começa uma turnê internacional, primeiramente em Portugal, seguindo mais tarde para a Holanda (Amsterdan), Espanha (Madri) e França (Paris). “Depois volto pra entrar em cartaz novamente no começo de 2017… eu amo estar no palco, mas também estou voltado pra outras plataformas, como meu canal do YouTube e minhas páginas no Snapchat, Instagram e Facebook, que me ocupam boa parte do tempo… além de dar palestras e fazer o meu quinhão de shows empresariais.”

Marcelo diz que sempre morou na zona oeste. “Morei na Pompeia, em Perdizes, estudei no Colégio Campos Salles, mas me “exilei” em Moema por quase 20 anos e, quando resolvi mudar de novo, vim pros lados de cá. Achei a casa que eu queria, numa ótima rua e me sinto abraçado pelo verde do Alto da Lapa.Sobre um dos locais de minha preferência na região, posso dizer que sou um assíduo frequentador do Famiglia Lucco.

Para finalizar, o artista diz que entre seus planos futuros está escrever um livro de memórias. “Eu quero sim, mas ainda tenho muita coisa para fazer antes de contar minhas histórias.” (ND)

Marcelo Mansfield
www.youtube.com/user/marcelomansfield1

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA