Bom ambiente e bom papo

0
1261

Foto:

Bom ambiente e bom papo

No Bistrô dos Pães, tem pão feito com cachaça, café coado na hora e ambiente para passar horas.

Do lado de fora, localizado em uma rua calma, entre Guaipá e Mergenthaler, o local de tijolos à vista, portas e molduras de madeiras claras e vitrine larga, já faz com que o transeunte pare para olhar e seja pego por outro chamariz: que cheiro bom! A primeira parte é criação de Ana Paula T. Oliveira. O odor é dos pães que Mauro Oliveira prepara. 

Arquiteta e publicitário, esposa e marido, o casal abriu o Bistrô dos Pães e trouxe a atmosfera do clima caseiro das reuniões entre amigos que organizavam em sua casa. Foi a origem de tudo. Mauro preparava pizza e, das sobras da massa, elaborava pães para presentear os visitantes. Dos elogios, das ideias bem-vindas, dos pedidos, do prazer em cozinhar, Mauro tirou a disposição para pesquisar por meses, em livros e em estabelecimentos de referência, o melhor ponto da massa e o recheio ideal. É Ana Paula quem prova, aprova ou faz ressalva de tudo.

A casa vende baguetes tradicionais e rústicas, pão português, ciabata, e pães gourmet, preparados por meio de fermentação natural. “Entre doces e salgados, são 28 receitas”, conta Mauro. Um exemplo é o pão feito com queijo dinamarquês danablu e damasco. “Não é recheado. O queijo é misturado à massa com damasco picado. Originalmente, a receita usa brie. Optei pelo danablu para quebrar a acidez do damasco”. Tem receita que Mauro não prepara todos os dias. Como o inusitado pão de cachaça com bacon e tomate seco. “A cachaça tem duas funções: curtir a carne de porco e dar mais suavidade à massa”. O bacon, triturado na massa, solta sua gordura e o tomate seco é acrescentado, segundo Mauro, para “baixar a bola” do bacon. O pão só sai às sextas e sábados, e a unidade, em formato rosca, custa R$ 8,90. No setor de doces, o croissant de nutela com amêndoas é o mais pedido.

O estabelecimento serve quatro tipos de sanduíches gourmet, servidos em ciabatas. Presunto serrano espanhol, com creme de queijo ementhal, noz-moscada, pimenta biquinho, tomate grape, mix de folhas e lâminas de melão orange é um deles. As saladas, acompanhadas de tostadas, focaccia ou bruschetta custam de R$ 9,90 a R$ 14,90. Para arrematar, aprecie o café da marca Nature Food, produzido pelo amigo George Valverde, torrado e moído sem mistura, coado na hora em minicoadores de pano na própria mesa. Vá com tempo, porque o casal gosta de ouvir e anotar sugestões vindas das histórias dos clientes. “O curioso é que a maioria das pessoas diz que lembra da avó ao entrar aqui”. Pode ser que os “causos” façam parte de um livro no futuro. Quem sabe? Porque Mauro é também escritor e lançou em 2012 o romance policial Maquiado para morrer.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA