Estilo mais|íntimo

0
690

Foto:

A variedade de modelos é grande

Se as roupas são importantes para o seu dia-a-dia, as peças intimas são tão importantes quanto ou até mais. Seja durante o dia, para nos dar conforto e sustentação, seja nos momentos mais apimentados, para animar ainda mais a relação a dois. E esse mercado está crescendo tanto que as empresas estão trabalhando para aliar cada vez mais tecnologia às calcinhas, sutiãs e cuecas.
A loja Dana & Lu já existe há mais de 11 anos e virou referência para a região para quem procura peças de qualidade aliadas a conforto. “Sempre morei por aqui e meu marido, que na vida inteira foi do comércio, sempre quis ter uma lojinha por aqui. Ele acreditou que o bairro iria crescer – e isso 11 anos atrás. Na época não tinha nada aqui”, conta Luciana Parsequian, uma das sócias da loja junto com sua mãe, Dana Pinori Alves.
Nas araras, uma variedade e itens masculinos e femininos de vários modelos. Para as mulheres, Luciana trabalha forte com a marca Lyz, que entre os grandes lançamentos trouxe a linha Nuage, com tons violetas e rosas que não aparecem embaixo de roupas brancas. E são bem mais bonitos – e sensuais – que os modelos cor da pele. Para as mais jovens, a linha In.Joy traz modelos coloridos, estampados, e divertidos. Há também calcinhas da Pucket. Para os homens, cuecas de vários modelos da Lupo.
Além das peças íntimas, a loja também vende meias da Pucket e Lupo, sejam de algodão ou nylon, com tamanhos que vão desde o RN até adulto. Além disso, pijamas da Sonharte e roupas de ginástica. “Fui colocando tudo o que fui vendo que meu cliente estava precisando”, ela fala. Uma das tendências que ela está sentindo forte na loja é a venda de meia-calça. “Agora a meia-calça voltou com tudo. E mesmo a meia fina cor da pele”, completa.
Mesmo trabalhando mais com uma moda puxando para o básico, ela também possui alguns modelos mais sensuais, para uma noite especial. Com todo esse sucesso e tradição na Vila Leopoldina, a clientela já ficou cativa. “Todo mundo se conhece. Tem cliente que ás vezes vem aqui só para bater papo”, diz.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA