Atenção à saúde da pele

0
1852

Foto:

Atenção à saúde da pele

Prevenir é mais fácil que remediar. A máxima popular combina bem quando o assunto é cuidados com a pele.

O sol é uma fonte de saúde: melhora a concentração da vitamina D – facilitadora da quantidade de cálcio e fósforo no organismo para o fortalecimento dos ossos, é antidepressivo natural, estímulo para o bom humor e, em baixa dosagem, é também um anti-inflamatório. Porém… sempre há um porém. Para a dermatologista Carla A. Bertolucci Buzzoni, em muitos casos a pessoa não consegue aproveitar o que o sol tem de bom. Resultado: “O calor do sol pode trazer insolação, queimaduras de primeiro e segundos graus, piora algumas dermatoses como a miliária, conhecida como brotoeja, que é mais comum em bebês e crianças e acontece pelo excesso de transpiração em dias muito quentes. Ocorre a obstrução das glândulas de suor, gerando as lesões na pele”. Em longo prazo, envelhecimento precoce, manchas nas áreas expostas e até mesmo câncer de pele são alguns efeitos maléficos da exposição inadequada ao sol”.

Muitos dos problemas seriam evitados com o simples uso de protetor solar de, no mínimo, fator 30, mesmo em tempo nublado. Outra indicação de Carla é o preparo da pele para receber os raios solares. E, claro, a orientação de um médico dermatologista vai determinar a forma correta de se proteger. “Tenho muitos pacientes que fazem isso superbem, se cuidam antes. Hoje em dia, há antioxidantes que diminuem os efeitos nocivos do sol, que o médico pode indicar, além de complexos vitamínicos. E, ainda, ingerir cenoura e mamão – que possuem bastante betacaroteno, protetor da pele e que estimula a pigmentação de forma homogênea”.

Descuido maior são alguns hábitos que as pessoas têm quando as consequências de pegar sol sem proteção aparecem. Um deles é o de ficar puxando a pele que começa a descamar. “Nunca puxá-la, deixe acontecer a troca de pele naturalmente, porque talvez a que está surgindo não esteja preparada ainda. Também evitar estourar as bolhas pois esse hábito pode favorecer o aparecimento de infecções e cicatrizes”. Em caso de vermelhidão, Carla orienta tomar banho fresco, não usar nenhum tipo de esfoliante e utilizar creme à base de aloe vera. “Tem propriedades calmantes, anti-inflamatórias e é hidratante”. E, o mais importante: não tomar sol no dia seguinte, em cima da pele queimada. “Em casos graves, se aparecerem mal-estar, febre e vômitos, procurar um pronto-socorro, imediatamente”. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA