Dedicação à aquarela

0
1466

Valdeli Ribeiro já perdeu a conta de quantos anos mora na região. Sua grande realização atualmente está em pintar aquarelas e participar da organização (junto com um grupo) de exposições e atividades sobre essa técnica.
Sua chegada ao mundo da aquarela não foi por desenhar bem ou por gostar demais. Deli, como é conhecida, tinha uma família bonita e um casamento de 36 anos apaixonado. Mas seu marido, dentista, morreu de repente. Depois de três anos de depressão profunda, seu médico lhe deu um ultimato: você tem que reagir! Assim, ela procurou um curso diferente e encontrou na aquarela um jeito novo de viver. “Nunca desenhei, nunca peguei num lápis para fazer nada. Mas foi através da aquarela que eu saí da depressão”, conta Deli. No primeiro dia de aula a professora avisou de uma jornada de aquarelistas brasileiros na Grécia: “Achei que não poderia ir, mas em pouco tempo já estava pintando e quando chegou a época, fui à Grécia, com três quadros pintados, e participei da minha primeira exposição. Me senti o máximo”, conta ela.
Seu grupo atual, que conta com Marilu F. Queiroz e Regina Y. Komatsu, é seu grande incentivador. “Eu era muito tímida. Estar com o grupo me fez crescer pessoalmente, serviu para eu melhorar. Eu me encontrei na aquarela”, afirma.
A aquarela é uma técnica que utiliza tinta diluída em água sobre um papel de alta gramatura (acima de 200 g, com pH neutro), em movimentos precisos, mas que requer muita disciplina, paciência e dedicação do pintor, embora seja muito rápida. Segundo Regina, “o papel reage diferente da tela”. Nesse tipo de pintura, ou a cor morre ou fica mais vibrante. O tipo de papel – mais rugoso, por exemplo – dá um efeito muito bonito e isso depende do artista. “A arte sobre papel é muito complicada, pois papel é muito desvalorizado, descartável, sem durabilidade”, completa Regina.
Mas o certo é que quadros desse tipo costumam encantar os olhos de muita gente. Tanto que 57 obras de artistas selecionados e convidados participaram da exposição “Um Novo Olhar – Jornada 2007”, que aconteceu na Associação Comercial de São Paulo. Vale lembrar que dia 23 de novembro se comemora o “Dia Mundial da Aquarela”.

COMPARTILHE
Próximo artigoGente 296

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA