Dô: o caminho das artes

0
1674

No Japão feudal, a arte era restrita à classe da aristocracia e aos samurais como meios de alcançar um conhecimento mais profundo de si e obter a serenidade necessária para a dura vida de guerreiro. Naquele tempo uma pintura em nanquim, o Sumiê, não era assinada pelo autor para se auto promover. O objetivo era a integração do seu lado racional com a sua natureza mais sensível e o conhecimento técnico adquirido a serviço desse aprendizado.
Tomar chá era uma prática da nobreza. Os samurais adotaram o Chadô ou caminho do chá não só pelos benefícios das ervas utilizadas, mas pelo ritual de preparo que propiciava ao participante um momento meditativo vivenciando o equilíbrio, a harmonia nascida da natureza e a simplicidade que sempre nos confere a paz.
No caminho do pincel, o Shodo, temos a habilidade do praticante ao criar as elegantes letras que por si só embelezam qualquer ambiente. Já o Origami, a arte das dobraduras com suas infinitas formas e cores, é um treino de concentração e de persistência.
Outra arte bem conhecida é a arte das flores, Kadô ou Ikebana. Por envolver o conhecimento de cada planta, nos inspira à preservação do meio ambiente e desenvolvem o senso estético e artístico.
As carpas Nishikigoi são consideradas obras de artes viva, são o destaque dos artísticos e calmos jardins japoneses e cultivá-las é uma arte, assim como a criação desses peixes que nos apontam para a importância das águas e tudo o que diz respeito a ela.
É oportuno destacar na Vila Leopoldina a Uemura, uma das maiores empresas no comércio de flores. Fundada por produtores desse segmento, há mais de vinte anos ela facilita a vida de profissionais como arquitetos, paisagistas e decoradores visto a importância das plantas no toque final de um belo projeto.
Assim como a loja Ecoanimal, na Rua Cerro Corá 35, modelo no setor de aquarismo. Há mais de dez anos ela é o resultado da dedicação do seu proprietário Willian Sugai à arte da criação de peixes ornamentais que aprendeu com seu pai e hoje oferece esse tipo de atividade muito popular na Ásia, onde cada casa tem um aquário que garante a boa energia do ambiente. É a arte exercida para o bem-estar e humanização do nosso existir.

COMPARTILHE
Próximo artigoGente 296

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA