Cuidando da saúde animal

0
1522

Quem tem um animal de estimação sabe que ele precisa de cuidados. Não basta dar apenas comida e água. Cães, gatos, cavalos, pássaros e até mesmo peixes e uma iguana ficam doentes e devem ser levados ao veterinário. Quando o problema de saúde é mais grave, o clínico pode encaminhá-lo a um centro de diagnósticos como o De Olho No Bicho.
É no centro de diagnóstico que todas as áreas da medicina veterinária recebem apoio integral. O De Olho no Bicho auxilia tanto o proprietário quanto o veterinário a diagnosticarem e a prevenirem doenças que possam afetar o animal de estimação. Entre as especialidades, o Centro oferece diagnostico por imagem (radiologia, ultra-sonografia e endoscopia), diagnóstico laboratorial (análises clínicas, microbiologia, histopatologia, hepatologia, entre outros) e atendimento cirúrgico e odontológico. Acupuntura, endocrinologia, dermatologia, neurologia, oftalmologia, cardiologia, oncologia, fisioterapia e homeopatia são outras especialidades oferecidas pelo De Olho no Bicho. Além disso, há um centro cirúrgico à disposição dos veterinários.
“O objetivo é ser referência em diagnósticos para animais”, diz Rodrigo Velloso, gerente de marketing do Centro. Ele explica: “Se alguém tiver um cachorro cardiopata não tem como ele ser tratado apenas pelo clínico. Eleé trazido para cá e será atendido por um médico veterinário especializado em cardiologia”. Rodrigo lembra que a medicina veterinária, atualmente, funciona como a medicina humana: cada profissional atua em uma área específica.
Mais de 50 animais já foram atendidos no De Olho No Bicho desde que o Centro se instalou no Alto da Lapa: de pequenos animais a animais de grande porte e exóticos, além daqueles recolhidos pelo Ibama e criados por conservacionistas. Rodrigo lembra que, infelizmente, a procura por um Centro de Diagnósticos ainda é feita apenas quando a doença do animal já está avançada. “Esta é a realidade. Mas as pessoas precisam entender a importância destes serviços. Somos parceiros dos veterinários clínicos e quem tem um animal deve procurar o melhor para ele. Quando pensamos na nossa saúde, ela é prioridade. Quando se pensa na saúde do animal, é um gasto. Não pode ser assim. As pessoas compram animais como se fosse brinquedo e se esquecem de que eles crescem, envelhecem, ficam doentes, sentem frio e fome. Tem que cuidar. E cada dia a vida dos animais está se estendendo. Já atendemos um poodle de 21 anos”, acrescenta.
Outro diferencial é o trabalho realizado em parceria com empresas. Rodrigo explica que a área de recursos humanos de muitas empresas se preocupa com o bem estar dos funcionários, oferecendo cursos, etc. “Fizemos uma pesquisa e 60% dos funcionários das empresas têm algum animal de estimação, de cachorro a um peixe. Por isso oferecemos parceria para empresas. Elas fazem o cadastro dos funcionários e eles terão todos os serviços com desconto”. Quem for cliente da Porto-Seguros também tem vantagens no Centro de Diagnósticos.
No De Olho no Bicho tudo é feito com hora marcada. Abre de segunda a sexta-feira, das 9 às 17h, mas este horário pode ser estendido caso haja emergências.

COMPARTILHE
Próximo artigoGente 296

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA