Benefícios da amamentação

0
1159

A amamentação torna ainda mais estreita a relação entre mães e filhos. Este ato de amor e de carinho é fundamental para o crescimento e desenvolvimento saudável das crianças e a preparação para ele deve começar ainda no pré-natal.
Há uma série de folclores que deixam as mães preocupadas. Umas acham que não terão leite, outras que terão leite em excesso, etc. Segundo a ginecologista e obstetra Matilde Iacobucci, a mulher que mais precisa amamentar, que é aquela que depende do serviço de saúde pública, é a que menos amamenta porque, na maioria das vezes, é mal orientada. Aquela que tem assistência particular é a que mais amamenta.
Uma das orientações à futura mãe é que o leite começa a aparecer cerca de três dias após o parto. “A maioria das mulheres acha que assim que o bebê nasce ela terá leite e não é assim que acontece. A criança dorme muito nos dois primeiros dias e praticamente não tem fome. Então, o leite vem na hora certa”, explica a médica. Outro mito é que os seios são alterados por causa da amamentação, o que não é verdade. O que causa modificação nos seios é o aumento de peso. O uso de sutiã reforçado mesmo para dormir ajuda a preservar as mamas.
Mesmo sabendo da grande importância da amamentação, muitas mulheres se sentem inseguranças em relação à qualidade do leite e acabam interrompendo o processo por temer que o leite seja fraco ou por acharem que a criança não está ganhando peso. O leite materno contém todos os ingredientes necessários à boa formação do bebê, como proteínas, anticorpos, gordura, vitaminas, ferro, açúcar, enzimas e fatores que propiciam o crescimento. Além disso, ele promove maior resistência à infecções, previne alergias, inclusive a asma, e problemas cardiovasculares na fase adulta. Outra grande vantagem do leite materno é aumentar a capacidade cognitiva da criança, favorecendo a inteligência e desenvolvimento social.

Preparação

Outro detalhe que a futura mamãe deve observar a posição certa para a criança mamar. “Se ela pegar somente o mamilo, ele pode rachar e isso dói demais na hora de amamentar”, alerta a médica. O mamilo deve começar a ser preparado antes da amamentação para que fique mais resistente. Por exemplo, deve-se tomar sol nos seios, passar bucha na hora do banho e até o recurso do limão é legal, porque o limão faz descamar e deixa a pele mais grossa. Não se deve passar hidratante nos mamilos porque afina a pele. Outra dica para ajudar na amamentação é tomar muito líquido.

Cuidados

É preciso lembrar ainda que o bebê mama a cada três horas. Por isso, a cada três horas a mama está cheia de novo. Só que o bebê não mama tudo. Então é preciso esvaziar a mama para que não acumule leite e ele endureça, causando uma série de problemas para a mulher. Depois da mamada ou durante o banho, deve-se massagear a mama para que não acumule leite. Isso deve ser feito especialmente na primeira semana, porque depois o leite será produzido de acordo com a quantidade consumida.
Vele lembrar que a amamentação deve ser feita até os seis meses por causa da formação imunológica da criança. Outro ponto fundamental é a ligação afetiva entre mãe e filho. “Acredito que seja importante respeitar o tempo emocional da criança, ou seja, desmamar deve ser levado muito a sério, tanto quando amamentar”, completa Dra. Matilde.

COMPARTILHE
Próximo artigoGente 296

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA