Lições de saúde

0
192

Foto: Divulgação

Divulgação
Dra Gisela Müller

A nutricionista Gisela Müller ensina qual o melhor tipo de água para se beber, fala sobre os mitos em torno da quantidade de líquido que devemos ingerir por dia e indica um teste simples para saber se seu corpo está devidamente hidratado ou não.

Você compra água mineral; toma, e passa longe da prateleira de refrigerantes, preferindo os sucos naturais. Ok. Será que você está agindo de forma 100% saudável e garantindo que seu corpo esteja sempre bem hidratado?

Por mais estranho que pareça, a resposta pode ser “Não!” Surpreso? Para desmistificar algumas ‘verdades absolutas’ do manual da boa saúde, comece imitando em casa o que acontece na natureza. “No meio ambiente, a água dos rios e lagos fica em contato direto com o sol, que conserva suas principais propriedades, por isso a água solarizada é a melhor para se tomar”, explica a nutricionista Gisela Müller, uma estudiosa do assunto.

Gisela diz que é possível, e sem gastar dinheiro, ter em casa a água solarizada, que é saudável. Entre outros motivos, porque os raios solares calor do sol elimina o excesso de cloro e de outros gases nocivos ao nosso organismo. “Encha uma garrafa de vidro com água da torneira ou do filtro, tampe e deixe, de um dia para o outro, em um local da casa onde bata sol. Depois, leve a água à geladeira. Se a água for da torneira, despejá-la em um filtro de carvão ativado”, descreve a especialista. “Se ela já vier de um filtro, está pronta para o consumo e pode ser mantida na geladeira por até três dias”, ressalta.

Mas se você abusa dos sucos naturais imaginando ser um hábito saudável, Gisela adverte: “o ideal é beber o suco sem coar ou, para quem não suporta os ‘gominhos’, diluí-lo em água, para ficar ralo. Isso evita ingerir em excesso o açúcar das frutas. “Quando jogamos fora o bagaço, ficam apenas os açúcares das frutas que, ao chegar à corrente sanguínea em grandes quantidades, podem causar diabetes tipo 2”, lembra.

Para se manter hidratados, o ideal, segundo a especialista, é dar um ou dois goles em um copo dos chamados ‘líquidos bons’ a cada vinte minutos. Além da água, sucos, infusões de chás e a água de coco. Se tomar um copo de refrigerante no final de semana, tome o dobro do que ingeriu de água. Ela vai ajudar a expelir mais rapidamente o refrigerante do organismo.

Gisela não acha válido estipular uma quantidade específica de líquido a ser tomada por dia. “Muita gente acredita que deve beber, pelo menos, dois litros de água diariamente, mas esse não é um parâmetro, pois a quantidade ideal vai depender de fatores que mudam de um dia para o outro como o clima e o tipo de atividade física realizada”. E qual é a quantidade certa? De acordo com Gisela, basta observar a cor da urina cada vez que for ao banheiro. “Ela deve estar num tom ligeiramente amarelado”, ensina. “Se estiver mais escura, significa que não estamos suficientemente hidratados e, quando a urina está transparente, é porque bebemos líquido em excesso, o que também não é bom”.

GDLL - dezembro 2019 - Bem Estar - Nutre Certo 5Ela destaca que manter o corpo hidratado rejuvenesce e prevene inúmeras doenças: artrites, artroses e inflamações do nervo ciático, problemas que, a princípio, não parecem ter qualquer relação com a falta de água no organismo. Gisela dá um exemplo: “muitas vezes o ciático inflama porque está pequeno e espremido e isso acontece quando ele está desidratado”.

Gisela dá palestras sobre temas ligados à nutrição. Ela é dona da clínica Nutre Certo, onde oferece o programa batizado de Coaching Nutricional. Pelo programa, acompanha diariamente cada cliente, e analisa por fotos os pratos de comida que recebe via Whatsapp. “A partir dessa referência, eu passo as instruções e controlo a evolução de cada um”, explica. (LO)/strong>

Nutre Certo, Dra. Gisela Müller, Rua Schilling, 413, sala 105, Vila Leopoldina, Telefone e Whatsapp 99108-4253

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA