Jazz Factory apresenta música de qualidade

0
720

Foto: Divulgação

Divulgação
Bocato e banda inauguraram a casa

O Jazz Factory é o mais novo espaço para a música de qualidade que acaba de ser inaugurado na Vila Romana.

O empresário Alexandre Calil, sócio e diretor do Jazz Factory, tem no currículo uma larga experiência em diversas emissoras de televisão e produtoras além de ser um apaixonado por música. “O Jazz Factory é um projeto antigo que eu queria tornar realidade e foi possível agora”, relata.

A escolha pela Vila Romana não foi por mero acaso. “Sou morador da região e se você analisar, a Pompeia está a cada ano recebendo novos bares e eles estão sendo montados próximos à Vila Romana. Por outro lado, o mesmo acontece com a Lapa e Vila Romana. Estamos em uma rua larga e que está no meio desses dois bairros. Acredito que aqui será um dos novos polos de música na região!”, profetiza.

Artistas e público interagem no Jazz Factory (Divulgação)
Artistas e público interagem no Jazz Factory (Divulgação)
Como o nome indica o Jazz Factory tem uma cara de fábrica. Paredes com tijolos aparentes, iluminação e decoração com detalhes diferentes, algumas ideias do Alexandre foram implantadas, avisa ele. O pequeno palco fica logo na entrada e as mesas e cadeiras voltadas para o palco, como não poderia deixar de ser. E ao fundo o bar. Grafites de artistas como Binho e Bieto ocupam as paredes do salão. A cozinha bem equipada pode ser vista do salão. E esse espaço teve uma especial atenção do Alexandre que além de gostar de cozinhar, teve um food-truck (Jam Burguer) que levava para eventos. Ele é o responsável pela criação do cardápio.

Hambúrgueres, finger foods, bruschettas, porções criadas para serem compartilhadas entre os ocupantes da mesa, mas também a casa oferece t-bone de ancho e outras opções gastronômicas.
Artistas famosos dão nomes aos drinques tradicionais e clássicos “mas com toques especiais e criações exclusivas de caipirinhas e outros drinques”, avisa o empresário.

A música é o grande atrativo da casa. Todos os estilos, do jazz ao groove, música instrumental e outros estilos dão a identidade à casa. “Mas nenhum estilo está proibido”, lembra Alexandre.

Programação variada de quarta a sábado (Divulgação)
Programação variada de quarta a sábado (Divulgação)
Na abertura da casa, em agosto, teve a apresentação de Bocato e 5Tet. O trombonista tem carreira internacional e foi a atração de estreia e nas noites de sexta de setembro. Alexandre promete que ele voltará em breve para novas temporadas. A curadoria dos artistas é feita por Alexandre e equipe. Pelo palco passaram, até agora, talentos como Cuca Teixeira, Joabe 6Tet, Daniel Daibem, Pepe Cisneros, Izzi Gordon.

A programação de outubro, até o fechamento desta edição, tem confirmada as apresentações de Groof Boogaloo (dia 5 de outubro) e Zérró Santos Super Sexteto (dia 18). A casa abre às 19h de quarta a sábado e os shows acontecem das 21 às 23h30.

A casa tem um elevador para pessoas com deficiências entrada e tem estrutura para receber eventos fechados e oferece toda a estrutura necessária – serviço, gastronomia, música de DJs ou bandas. (GA)

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA