Kitanda Brasil, sabores e temperos brasileiros

0
418

Foto: Gerson Azevedo

Gerson Azevedo
Pescada empanada no polvilho com purê e taioba, acompanha arroz, feijão e saladinha.

Cozinheira de mão cheia, Tanea Romão oferece em seu restaurante Kitanda Brasil pratos da culinária brasileira e resgata muito de nossa cultura gastronômica.

Dona de um sorriso aberto, Tanea Romão é agitada e na cozinha controla o fogão e dá ordens aos auxiliares. “É preciso estar atenta ao fogo para a comida ficar como deve”.

A história de forno e fogão desta paulistana da Vila Romana. Antes de assumir de vez a cozinha, ela trabalhou por anos em uma metalúrgica e chegou a ter uma participação acionária. “Mas um dia decidi optar pela culinária e comecei com geleias e sempre foquei na comida brasileira do interior, tão rica e saborosa!”

Tanea, que declara que nasceu e foi criada na Vila Romana, lembra que a influência da avó e da mãe foi decisiva na sua formação de cozinheira. “Elas sempre cozinharam bem e eu fui aprendendo e pegando gosto pela cozinha!”. Depois, cursou escolas de gastronomia para refinar e adquirir mais técnica “Essencial para qualquer profissional”.

Tanea (esq) e equipe animada (Foto/Gerson Azevedo)
Tanea (esq) e equipe animada (Foto/Gerson Azevedo)

Da Vila Romana, Tanea foi para Minas Gerais e criou por lá a Kitanda Brasil que começou com geleias e temperos e ficou por doze anos em Gonçalves. Depois mudou-se para Tiradentes onde o Kitanda foi ampliado e além do empório o restaurante teve um grande sucesso e até ganhou estrelas do Guia 4 Rodas – que mantêm no restaurante da Vila Romana para onde voltou em 2017 para abrir o Kitanda Brasil em uma simpática casa que tem seus cômodos transformados em sala de refeição. Tanea conta que o Kitanda Brasil é um lugar onde o clima é “da casa da gente, sem formalidades e muito carinho”. Durante a semana, tem duas sugestões. No final de semana, além da feijoada de sábado, tem outras opções.

Ambiente simples e a familiar
Ambiente simples e a familiar

Desperdício é uma palavra que a chef detesta. “Sempre que o cliente quiser pode pedir mais um pouco que eu sirvo com o maior prazer. E a comida que sobra, preparo uma quentinha para levar para casa!”. Marmitas chegam à mesa com arroz e feijão e salada além da sugestão do dia.

Outra faceta de Tanea é a difusão de seus conhecimentos. “Adoro ensinar jovens e gente que não tem muito conhecimento, a cozinhar e aproveitar tudo como a rama da cenoura, as folhas que temos e pouco aproveitamos.

A equipe atual é formada por Cleiton e Jaqueline, na cozinha e Nicolas e Daniela que atendem aos clientes. “Quero formar profissionais que gostem do que fazem!”. Tanea também promove cursos de geleias e outras iguarias no Kitanda. Eles são divulgados no Facebook.com/tanea.romao.

Fachada-2
As pancs – plantas alimentícias não convencionais – aqui estão sempre no cardápio e até na calçada em frente ao Kitanda elas estão presentes. Um pé de ora-pro-nobis e batata doce crescem e podem ser colhidas por qualquer pessoa. Ela tem uma pequena horta com alguns temperos que invariavelmente vão para a mesa. (GA)

Tanea Romão – Kitanda Brasil, Rua Catão, 893, Vila Romana, Telefone 94288-8007, www.facebook.com/tanea.romao

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA