Ouvir bem é sinal de saúde

0
212

Foto: Gerson Azevedp

Gerson Azevedp
Dra. Ariane Solci Bonucci, da Espaço da Audição

A audição é um dos nossos cinco sentidos, certo? Mas as pessoas nem sempre percebem que estão ouvindo menos. São várias as causas da perda auditiva, como doenças, exposição a ruídos excessivos no trabalho e no lazer, questões genéticas, envelhecimento natural, entre outras.

A perda auditiva é a deficiência mais comum em todo o mundo e sua correção resulta em uma melhora significativa na qualidade de vida. No Brasil, 1 em cada 3 pessoas, maiores de 60 anos, tem perda auditiva; 17% dos brasileiros – cerca de 35 milhões de pessoas – têm alguma queixa auditiva; e 1 a cada 6 jovens, entre 6 e 19 anos, têm algum grau de perda auditiva.

Tecnologia em aparelhos de audição (Divulgação)
Tecnologia em aparelhos de audição (Divulgação)

Os benefícios de se ouvir bem são indiscutíveis e adiar o tratamento pode causar impactos irreversíveis para a saúde, como problemas de memória, problemas no equilíbrio, depressão, etc. Não ouvir bem afeta a qualidade de vida e têm reflexos no dia a dia das pessoas, afastando elas da convivência social pois encontram dificuldades em entender o que o outro diz em uma conversa, principalmente em ambiente ruidoso. Também pode ser perigoso para quem está andando pela rua e não ouve a aproximação ou a buzina de um veículo, por exemplo. A televisão e o rádio precisam ser ouvidos em volume alto e pode ser incômodo para as outras pessoas.

As causas da perda auditiva podem estar na orelha externa, orelha média ou orelha interna. É recomendável que todos realizem uma avaliação audiológica anualmente com profissionais especializados. O médico otorrinolaringologista é o responsável por diagnosticar a causa da perda auditiva e o fonoaudiólogo é o profissional especialista que faz a avaliação audiológica, indicação e adaptação dos aparelhos auditivos.

Espaço da Audição na Rua Cerro Corá (Gerson Azevedo)
Espaço da Audição na Rua Cerro Corá (Gerson Azevedo)

Segundo a Dra. Ariane Solci Bonucci, fonoaudióloga e especialista em audiologia clínica e educacional, “uma avaliação audiológica pode identificar o grau da perda auditiva e quanto mais cedo a pessoa procurar corrigir essa deficiência auditiva, menor será o impacto no seu processamento auditivo e na sua qualidade de vida”. A Dra. Ariane é sócia-proprietária da empresa Espaço da Audição, especializada em atender pacientes com perdas auditivas e na adaptação de aparelhos auditivos e acessórios de qualidade mundial. A empresa também é especializada na avaliação e tratamento nos casos de queixa de zumbido.

Rexton Aparelhos

A Espaço da Audição tem três lojas na cidade, em Moema, na Chácara Santo Antonio e no Alto da Lapa. Cada unidade dispõe de fonoaudiólogas e equipamentos modernos e eficientes para fazer a avaliação e reabilitação auditiva. O teste com aparelhos auditivos não tem custo e nem está condicionado a sua aquisição. Segundo a Dra. Ariane, “basta agendar dia e hora em uma das unidades do Espaço da Audição!”. (GA)

Espaço da Audição, Rua Cerro Corá, 1.073, Alto da Lapa, Telefone 2389-5503, www.espacodaaudicao.com.br

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA