Mais do que palavras

0
145

Foto: Divulgação

Divulgação
Associação Aviva, atendimento para crianças

A Associação AVIVA, mantida pela Igreja Batista Palavra Viva, mobiliza fieis e a comunidade desenvolvendo inúmeras ações sociais na Vila Leopoldina e região
A Avenida Mofarrej, no coração da Vila Leopoldina, talvez seja o exemplo mais visível da grande transformação pela qual vem passando a área próxima à Ceagesp. A via hoje ostenta prédios residenciais e galpões reformados que abrigam empresas. Entre eles, uma enorme construção moderna, que há pouco mais de um ano abriga a Igreja Batista Palavra Viva e da Associação e Ministério Makarios (AVIVA), responsável pelas ações sociais mantidas pela igreja.

Os cultos, que acontecem aos domingos às 10 e 18 h e às quartas às 20 h. “Com o crescimento do número de fiéis e o desenvolvimento do trabalho social realizado pela AVIVA, “o espaço na Imperatriz Leopoldina ficou pequeno”, diz a pastora Naísa Barcelos Teixeira.

Ação social para a população (Divulgação)
Ação social para a população (Divulgação)

Além do salão onde os cultos são realizados, o espaço hoje ocupado pela Palavra Viva abriga uma clínica médica com consultórios e uma farmácia, tem uma área para a formação e recreação de crianças e jovens, com quadra poliesportiva e sala de informática, e salas de aconselhamento e espaços para pequenas reuniões e palestras.

Um dos principais projetos da AVIVA é o Dia de Ação Social, que acontece uma vez por mês aos sábados e é voltado para o atendimento à saúde e orientação jurídica e financeira. Nesses eventos, profissionais voluntários atendem, na clínica médica e nas salas de orientação, tanto os frequentadores da igreja quanto a comunidade em geral. “O serviço é totalmente gratuito e como a demanda é grande, cadastramos os interessados e prestamos o atendimento seguindo a fila de espera”, explica a pastora. Quem precisa de medicamentos, é encaminhado à farmácia, que conta com estoque de amostras de remédios, doadas por laboratórios.

O pastor Daniel Beltrão acompanha de perto outro projeto de peso da associação, o Reviva. É um grupo de apoio a dependentes químicos e seus familiares, que atua em conjunto com o Atende e o Centro de Acolhida para Adultos Zancone, ambos da prefeitura. O grupo se reúne às quintas-feiras, às 20 h. “É um trabalho importante para a região, pois a proximidade com a Ceagesp, que oferece comida fácil e a oportunidade de fazer bicos, atrai moradores de rua”, ressalta o pastor. “Nosso objetivo é mostrar a essas pessoas que a rua não é lugar de moradia e, assim, tentar reaproximá-las de suas famílias e promover sua ressocialização”, explica ele.

Às terças, das 13 às 17 horas, é a vez das mulheres se reunirem na Oficina da Alma, na qual o foco é artesanato e costura. O projeto tem apenas três meses e o propósito, segundo a pastora Naísa, é que os trabalhos realizados revertam em complemento de renda para as participantes. Mães e crianças da comunidade, em especial do Jardim Humaitá, participam de atividades de recreação.

Para os jovens, a AVIVA tem atividades esportivas, vôlei, basquete, futebol, em parceria com escolas da região. Há também o IAH, grupo de jovens que desenvolve trabalhos sociais, entre eles o de recreação com as crianças do complexo Cingapura, onde vão uma vez por mês. (Lúcia Oliveira)

Igreja Batista Palavra Viva e Associação AVIVA, Av. Mofarrej, 1.024, Vila Leopoldina, Telefone 3641-3322, www.facebook.com/palavraviva

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA