Acolhimento e respeito

0
50

Entidade, há dez anos na Leopoldina, acolhe crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

No coração da Vila Leopoldina existe uma casa muito bem cuidada, que abriga bebês, crianças e adolescentes, tirados de situações de risco e encaminhados pela Vara da Infância e da Juventude, do Fórum Lapa. “Tudo começou com o Monsenhor Tarcísio, que lidera a Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, e com uma senhora da comunidade, a D. Constança, no ano 2000. Ambos se empenharam bastante para viabilizar uma casa de acolhimento para crianças, até que, com recursos vindos de doadores, e com o término da obras, a Casa do Pequeno Cidadão foi inaugurada. Fazemos dez anos de existência neste ano”, conta Alfredo Mazzoni, presidente da instituição.

casa do pequeno cidadão04-DL-AGO-TG
Entidade recebeu o Prêmio Chico Xavier

Atualmente como SAICA (Serviço de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes), a Casa do Pequeno Cidadão cuida de 20 crianças, que têm entre zero e 17 anos e 11 meses de idade, muitas vezes vítimas de maus tratos, negligência ou abandono. “Temos um total de 22 funcionários, entre os quais assistente social, psicóloga, educadoras, cozinheiras, pessoal de limpeza, motorista, entre outros. As crianças acordam, fazem todas as refeições em horários determinados e realizam atividades regulares… trabalhamos para elas durante 24 horas, tudo para capacitá-las a serem reintegradas às famílias de origem ou às famílias substitutas por meio da adoção. Por aqui já passaram 117 crianças e nenhuma delas era órfã”, explica Alfredo.

A equipe da casa é tão empenhada que recebeu no dia 26/6 último, o Prêmio Chico Xavier em reconhecimento pelo trabalho desenvolvido com as crianças. Todo esse empenho tem um grande custo para a casa, que precisa de doações constantes para manter tudo funcionando. “Além das doações e parcerias, estamos sempre organizando bazares e bingos beneficentes e fazendo captação através das Notas Fiscais Paulistas”, finaliza Alfredo. Para ajudar a Casa, a comunidade pode doar roupas e objetos em bom estado, comprar nos bazares, doar dinheiro, ou mesmo atuar como voluntário. (ND)

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA