Carlos Fernandes é o novo prefeito regional da Lapa

0
3166

Foto: Divulgação

Divulgação
Carlos Fernandes, o novo prefeito regional da Lapa

Anunciado no dia 1º de dezembro, Carlos Fernandes é o prefeito regional da Lapa indicado pelo prefeito João Doria.

Desde o dia 1º de janeiro de 2017, a então subprefeitura da Lapa agora passa a ser denominada prefeitura regional e tem no comando por Carlos Eduardo Batista Fernandes. É administrador de empresas, foi subprefeito da Lapa (2010-11), empresário do setor gráfico e superintendente de transporte público da SPTrans, onde dirigiu o grupo de combate à fraude no Bilhete Único. Foi secretário-adjunto de Gestão do Estado e coordenou a criação de 35 unidades do Poupatempo. Foi também coordenador de Tecnologia da Informação na Secretaria da Agricultura.

Segundo Bruno Covas, vice-prefeito e secretário das prefeituras regionais do prefeito João Doria, ao fazer o anúncio de Carlos Fernandes para a Lapa, ressaltou que “Carlos é morador, conhece a região e é um ficha limpa, além de ter um bom relacionamento com a comunidade”. O novo prefeito regional é presidente municipal do PPS (Partido Popular Socialista).

Para Carlos Fernandes, um dos 32 novos prefeitos regionais, além da nova nomenclatura, “as prefeituras regionais agora têm mais autonomia, responsabilidade e orçamento. Nos últimos anos, as então subprefeituras foram esvaziadas pela gestão anterior [governo Haddad] e agora, com o novo governo, pretendemos oferecer um melhor atendimento à população da Lapa e região.”

Morador da zona Oeste, Carlos Fernandes, afirma que “ser morador da região facilita o seu trabalho mas não acredita que seja uma condição fundamental para realizar um bom trabalho como prefeito regional”.

A Prefeitura Regional da Lapa que Carlos administra desde o início deste ano de 2017 tem uma área de 40,1 km2. Segundo o censo do IBGE de 2010, reune 305.526 habitantes. Nela estão os distritos da Barra Funda, Jaguara, Jaguaré, Lapa, Perdizes e Vila Leopoldina.

Os problemas e prejuízos causados pelas chuvas neste ano tiveram como resultado diversas árvores caídas pelas ruas da Lapa e de outros bairros como Perdizes e Leopoldina deverão receber atenção especial. O prefeito regional lembra que quando foi subprefeito da Lapa iniciou o cadastramento das árvores da região para conhecer a real situação de cada uma, “mas não teve continuidade na gestão que encerrou o ciclo em dezembro”. Ele pretende retomar o cadastramento delas na região e “ciente da situação de cada uma, fazer um planejamento e atuar de maneira preventiva para realizar podas ou as substituições necessárias a partir do segundo semestre de 2017, em parceria com as concessionárias como a Eletropaulo, por exemplo”.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA