Para mover o corpo

0
1431

Novo espaço de dança e bem-estar tem uma proposta diferente e colaborativa.

Instalada num lindo e agradável espaço na Vila Romana, a Casa MovA.C funciona há apenas seis meses, mas já está conquistando novos alunos pela proposta diferente. Administrada pelos sócios Anderson Couto e Alan Melo, poderia ser chamada de escola de dança, mas, além do ensino de cursos, como jazz dance, danças urbanas, balé clássico, sapateado americano e irlandês, entre outros, oferece ainda pilates, yoga, meditação, capoeira, terapias, massagens, e promove projetos especiais de trabalho e parcerias. Por serem novos no local, as turmas ainda estão se formando. “Eu, meu sócio e um grupo de bailarinos profissionais, resolvemos desenvolver projetos em um lugar próprio, que fosse motivado pelo bem-estar e pela relação com a ideia de movimento, tendo a dança como ferramenta principal. Além disso, também realizamos outras atividades que trazem esse bem-estar”, reitera Anderson.DIV_2016

Os sócios não têm funcionários e todo o trabalho da casa é feito de forma colaborativa pelas pessoas que trabalham ou mesmo estudam no local. “Nos interessa criar uma relação de parceria e colaboração, mais do que apenas uma relação entre alunos e professores. Abrimos aqui no ápice da crise, quando vimos muita gente fechar as portas. Nós então nos motivamos em não parar o que nós acreditamos, que é a nossa arte. Os alunos aqui se sentem tão envolvidos com os projetos que desenvolvemos que nós não temos problemas de falta de pagamento ou desistências. Fazemos um café da tarde, onde cada um colabora de uma maneira diferente… algumas bailarinas vão para a cozinha fazer alguns quitutes… está ficando um lugar muito interessante, pois o projeto ainda está em construção. A ideia é potencializar esse olhar artístico no próprio bairro, motivando pessoas de todas as idades, que já dançam ou que nunca dançaram, a virem nos conhecer e começar a fazer atividades”, revela o empresário, bailarino e coreógrafo.

Anderson Couto
Anderson Couto

Um dos projetos que estão sendo criados é o “Pague Quanto Puder”, no qual a pessoa paga a hora-aula com o que ela tem e colabora em alguma outra atividade dentro da casa. “Esse conceito de trabalho é inédito neste formato. Se a pessoa tem R$ 10,00 por exemplo (e a aula custa, digamos, R$ 75,00), ela pode pagar esse valor que pode e disponibilizar um tempo para ajudar na recepção, ou na cozinha em um dia especial, etc… nosso trabalho é mais personalizado, mais pessoal”, finaliza.

Para conhecer os horários e as atividades da Casa MovA.C, basta ligar ou acessar as redes sociais da empresa. (ND)

Casa MovA.C
Rua Aurélia, 1502, Vila Romana
Telefone 3456-3554
www.emmovimento.art.br/
www.facebook.com/casamovac

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA