Cerveja para todos os gostos

0
390

Um dos alimentos mais antigos da humanidade, a cerveja já era, embora bem diferente das atuais, produzida e consumida por volta do ano 3.500 a.C, na antiga Mesopotâmia, atual Iraque, antes mesmo de dominar a arte de fazer o pão. De lá para cá, a bebida passou por inúmeras transformações e foi se popularizando a cada dia. Hoje, o Brasil consome, em média, 52 litros por habitante.
Basicamente a cerveja é feita com água, malte, lúpulo e fermento. Parece simples, mas exige muita técnica e conhecimento dos mestres-cervejeiros, os profissionais especialistas em cervejas. A água pode determinar um sabor diferenciado. Entre os maltes, o de cevada é o mais utilizado e também outros como o trigo, o centeio e o arroz. São dois tipos: as lager (de baixa fermentação) e as ale (de alta fermentação). A pilsen é a lager mais consumida entre todas, inclusive no Brasil. Bock, Helles, Dry Beer, Export e Schwarzbier (cerveja preta) também são lager. Entre as ale, temos a Mild, Bitter, Porter, Kolsch, Weiss, Pale Ale, Stout e Índia, que também podem ser claras ou escuras.
O Bar Anhanguera oferece 19 tipos de cervejas artesanais brasileiras e 39 especiais entre lager e ale. Evandro Amidani, o dono, diz: “É um lugar para quem gosta de apreciar uma boa cerveja”. Assim como o famoso bandeirante que no século XVII saiu de São Paulo em busca de riquezas, Amidani garimpa e busca em todo o país, as melhores cervejas para servir em seu bar.
Em outubro, o Anhanguera promoveu as Terças Para Machos (TPM), com degustação de vários tipos de cerveja e a participação de Cilene Saorin, mestre-cervejeira graduada pela Escuela Superior de Cerveza y Malta, da Espanha, que desvendou os segredos das cervejas. Entre eles, que a cerveja deve ser servida entre 4 e 6ºC, nunca deve ser tomada “estupidamente gelada”. É rica em vitaminas, carboidratos, proteínas e aminoácidos e não engorda!
Em breve, novas rodadas de degustação. Aguarde!

COMPARTILHE
Próximo artigoGente 296

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA