Você é o que você come. Já pensou nisso?

0
113

A nutricionista Renata Eisenmann, especialista em Nutrição Ampliada pela Antroposofia e em Nutrição Clínica Funcional, afirma que a reeducação alimentar deve tocar no âmago das escolhas de cada indivíduo considerando seu estilo de vida, idade, atividade que exerce e momento que está vivendo.

Fazer consultas na casa dos pacientes é parte da rotina de trabalho da nutricionista Renata Eisenmann, que tem como base a Nutrição Ampliada pela Antroposofia. Dentro desse conceito, estar no ambiente onde o paciente vive – visitar sua cozinha e conhecer sua família – legitima ainda mais suas condutas, processo importante para que ela possa conhece-lo profundamente sob vários pontos de vista, e assim, propor um tratamento que seja realmente eficaz.

“A antroposofia contempla todos os aspectos da vida do indivíduo, desde o tipo de trabalho que ele executa até suas preferências nas mais diversas áreas”, explica. “Quando a aplicamos em um trabalho nutricional, a mudança nos hábitos alimentares que propomos leva em conta os alimentos que esse indivíduo metabolize melhor, sempre respeitando sua história, recursos, constituição e preferências”, explica a nutricionista. A partir da observação dos hábitos daquele paciente, Renata indica qual o tipo de alimentação que melhor irá suprir as necessidades dele e que sejam benéficos também aos demais membros da casa. “Trata-se de um estudo personalizado, mas que acaba se estendendo a toda família”, diz.

Ela ressalta, no entanto, que o trabalho nutricional que desenvolve é como uma terapia, “É preciso que a pessoa se revele se mostre, pois não é possível ir além daquilo que o paciente me traz”, explica Renata, que também atende em seu consultório, na Zona Oeste da capital paulista, e em um ambulatório antroposófico de cunho social.

Dar espaço ao paciente, dentro do processo de reeducação alimentar, para que faça suas escolhas e coma aquilo que gosta, com opções que respeitem a sazonalidade dos alimentos, é outra característica da linha de trabalho adotada pela nutricionista. “Importante também, é variar os alimentos”, completa. Renata gosta de frisar que, na linha de trabalho que pratica, não há apenas um caminho verdadeiro. “Existe o caminho certo para cada indivíduo”, explica.

Outro ponto que ela destaca é que a alimentação sempre teve um papel fundamental para que o homem pudesse se expressar na Terra. “A pessoa é o que ela come, mude o cardápio e sua vida também mudará”. “Hoje, as pessoas não se dão conta da dimensão e importância da alimentação e que, é ela que nos mantém vivos e saudáveis, mas também pode nos pôr em risco”. “Como organismo que é, o ser humano incide na natureza e a natureza incide em cada um de nós”, diz Renata. (Lucia Oliveira)

Dra. Renata Eisenmann – Nutricionista, Tel. 3683-9129, Cel. 98398-9909, renata.eisenmann@gmail.com   

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA