Lavasecco, limpeza num passe de mágica

0
82

Foto: Lucia Oliveira

Lucia Oliveira
Lavasecco: lavagem com tecnologia

Deixar vestidos de noiva e roupas de festa novinhas em folha é a especialidade da Lavasecco, que também faz tratamento de roupas, acessórios, malas e bolsas em couro ou camurça e executa serviços de costura rápidos.

Você se casou usando o vestido de noiva dos sonhos ou foi convidada para aquela festa top e arrasou no visual sofisticado. Ok, nada melhor do que aproveitar uma ocasião assim tão especial para se divertir e brilhar. Mas depois daquele evento inesquecível, com certeza vai perceber que as marcas  da diversão ficaram na roupa: manchas de vinho ou de gordura, sujeira, barra puída…. E aí, o que fazer? Por mais que a gente deteste repetir roupa, não dá para se desfazer de um vestido de grife pelo qual pagamos, por assim dizer, ‘alguns reais’, não é mesmo?

Leda Borri, da Lavasecco (Foto/Lucia Oliveira)
Leda Borri, da Lavasecco (Foto/Lucia Oliveira)

A boa notícia é que as tecnologias e produtos disponíveis hoje são capazes de recuperar boa parte desses desastres. A lavanderia Lavasecco, que tem uma unidade na Vila Leopoldina, por exemplo, é especializada, entre outras coisas, na lavagem de roupas de festa e vestidos de noiva. “Uma das técnicas é a lavagem a seco, com percloro etílico e hidrocarboneto, que conserva as fibras e é menos agressiva aos tecidos”, explica a proprietária da loja, Leda Borri, que administra o negócio com o marido, Francisco Borri. O equipamento utilizado é importado da Itália e os produtos químicos da Alemanha. Esse tipo de lavagem, apesar de não levar água, mata 99% das bactérias. “Mas no caso dos vestidos com muitas pedrarias e bordados, a limpeza é feita manualmente, com todo o cuidado, por profissionais especializados”, ressalta ela.

Outra técnica de limpeza é a chamada “a úmido”. Ela é empregada para lavar, principalmente, peças de sede ou lã. Leda explica que essa técnica utiliza água em pouca quantidade e protege as fibras evitando que a roupa encolha. A tecnologia para esse processo é importada dos Estados Unidos e ainda é bastante recente no Brasil. “A Lavasecco é uma das poucas que possui o equipamento”, ressalta a proprietária. Já para as peças do dia-a-dia, normalmente é usado o equipamento de lavagem tradicional, com água, que a exemplo dos demais, também é importado. “Ao fazer a triagem das peças, seguimos sempre as instruções de lavagem que estão na etiqueta e se a mancha não sair, entramos em contato com o cliente para verificar se ele autoriza a utiliza&cce dil;ão de um outro procedimento”, explica Leda. “Em cada um dos casos, o importante não é apenas ter o equipamento de ponta, mas saber usá-lo de forma adequada, por isso investimos muito em treinamento”, ressalta.

Casa e Escritório 4Com larga experiência no mercado – além da loja da Vila Leopoldina, que tem seis anos, o casal possui outra unidade da Lavasecco na Vila Nova Conceição e um ponto de coleta no Shopping Cidade Jardim. Leda e Francisco conquistaram a confiança de estilistas famosos, como Marta Medeiros, que indicam a Lavasecco para suas clientes conservarem as roupas. Quem compra nas lojas da Gucci, Valentino, Christian Dior e outras do Shopping Cidade Jardim também costuma levar suas ‘aquisições’ para serem lavadas na Lavasecco. “Já estamos há muitos anos na Vila Nova Conceição, que tem um público de alto poder aquisitivo, e decidimos abrir a outra unidade aqui na Leopoldina para atender toda essa região, que está crescendo muito”, diz Leda.

O mesmo cuidado empregado nas roupas é usado para recuperar peças em couro e camurça, como casacos, cintos e bolsas, e nos serviços de costura rápidos. Qualquer roupa ou acessório  que chega à loja é etiquetado e cadastrado, para que possa ser rastreado durante o processo. A Lavasecco também oferece serviço de delivery para buscar e entregar as peças. “Nosso objetivo é atender o cliente com qualidade para que ele possa manter seu guarda-roupas sempre impecável”, diz a proprietária. (Lúcia Oliveira)

Lavasecco, Rua Carlos Weber, 375, esquina com Rua Barão da Passagem, Vila Leopoldina, Telefone 3831-3894

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA