Consciência corporal é tudo

0
328

Fisioterapia uroginecológica ajuda na melhoria da saúde e bem-estar das mulheres.

Resumidamente, a fisioterapia uroginecológica é uma especialidade variante da fisioterapia, que trata e previne diferentes distúrbios, tais como a incontinência urinária e fecal, as disfunções sexuais e na prevenção de lesões e dores na gestação e parto, entre outros. Tudo isso porque, através de exercícios e diferentes técnicas, fortalece os músculos do assoalho pélvico (estrutura com 13 músculos, tecidos e ligamentos que formam uma rede de sustentação, que está localizada entre o osso púbis e o cóccix (toda a região da bacia)).

De acordo com Aline Aparecida Martins Carvalho, fisioterapeuta especializada em Saúde da Mulher, da Viva Bem Studio de Pilates, o fortalecimento dos músculos do assoalho pélvico, além dos benefícios já descritos, é excelente para o despertar da consciência corporal na mulher. “Muitas mulheres, principalmente as que têm mais de 40 anos, não sabem contrair os músculos, ou algum músculo específico, da região da bacia. Claro que isso é uma questão cultural, entretanto é muito importante a mulher se conhecer para aprender a controlar estes músculos, a fim de prevenir um problema tão comum na velhice, que é a incontinência urinária, por exemplo”, explica.

A especialista, que trabalha com uroginecologia (incontinência, disfunções do assoalho pélvico e sexuais) e obstetríticia (preparação para o parto e trabalho pós-parto), afirma ainda que inúmeras mulheres têm medo ou vergonha de tocar suas partes íntimas por puro tabú, o que leva a disfunções sexuais graves, como dor na relação, anorgasmia (falta de orgasmo), pouco ou nenhum desejo sexual, etc. “Algumas mulheres são incapazes de se tocar, mas deixam o parceiro tocá-las de modo agressivo, por exemplo, o que leva a ainda mais problemas. Por isso, o desenvolvimento da consciência corporal é tão importante e necessário”, reitera.

Para fortalecer os músculos do assoalho pélvico são utilizados diferentes aparelhos e exercícios específicos. Aline diz que, de modo geral, de seis a oito sessões são suficientes para despertar a consciência corporal em uma mulher, mas que, dependendo da patologia, o número de sessões necessárias pode aumentar.

De qualquer forma, a paciente passa por uma avaliação prévia para que o tratamento seja eficaz. Além da fisioterapia, o Viva Bem oferece ainda aulas de pilates, tratamentos estéticos e para o bem-estar. (ND)

Viva Bem Studio Pilates
Rua Crasso, 388, Vila Romana
Telefone 2384-0744
www.facebook.com/pg/StudioVivaBem

Foto: Tiago Gonçalves

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA