Um lapeano na Câmara de São Paulo

0
1268

Foto: Gerson Azevedo

Gerson Azevedo
O vereador Fabio Riva

Eleito com 28.041 votos, Fabio Riva (PSDB) tomou posse como vereador na Câmara dos Vereadores de São Paulo. Nesta entrevista, assume o compromisso de lutar por habitação, sem deixar de  lado demandas locais como o Hospital Sorocabano.

Fabio Riva foi na juventude jogador de futebol “jogava como médio volante no Palmeiras e entre os 16 e 18 anos, joguei no Japão. No retorno ao Brasil, tive uma contusão e deixei o futebol e fui estudar direito”, resume o agora vereador pelo PSDB.

A região da Lapa tem uma ligação com Fabio. “Nasci em Pirituba, mas é na Lapa onde moro e tenho escritório”.

Fabio se candidatou em 2012, mas os 21.988 votos recebidos foram insuficientes para ser eleito vereador. Sua bandeira foi habitação e o tema está relacionado à vida profissional. “Sou advogado voluntário há 20 anos da Associação dos Trabalhadores Sem Terra de São Paulo (ATST) [com sede na Lapa de Baixo] e conheço muito dos problemas de moradia na cidade de São Paulo.”

Empossado, Fabio continua a atender os associados da ASTS. Como vereador ele “quero apresentar leis que agilizem e diferenciem na análise das secretárias e de técnicos os processos de projetos de habitação de interesse social (HIS) dos outros projetos imobiliários na cidade” Segundo Fabio, “Hoje, um projeto habitacional pode levar até 12 anos para ser aprovado. É muito tempo! A aprovação da área é um primeiro passo. Depois de regularizada a área é preciso lutar por ruas, luz, água, equipamentos públicos – escolas, creches, transporte… E acredito que terei o apoio dos meus colegas de Câmara de Vereadores, afinal, não acredito que tenha alguém que não esteja a favor de resolver o problema de moradia na cidade.”
A ATST é uma associação que tem por objetivo comprar terrenos direto do proprietário. Fabio explica que “Desde que foi fundada, a ATST, que tem como presidente Cleusa Ramos, tem por objetivo organizar os associados para eles façam uma poupança e, quando o terreno surgir, possam comprar uma área. Obedecemos todas as leis, inclusive a de preservação do meio ambiente. Ao contrário de outros movimentos, não invadimos terrenos”.

A associação, com mais de 100 mil associados já atendeu a 22 mil famílias, e destes, 15 mil conseguiram sua própria casa. “Ter a moradia é muito importante para as pessoas e queremos que elas sejam protagonistas da sua própria história sem depender de governos. E aqui não se pergunta o time de futebol, a religião ou o partido político de cada associado”, garante.

A ligação de Fabio com a associação foi através do movimento católico Comunhão e Libertação, que surgiu na Itália. Desde então Fabio tem trabalhado em conjunto com o hoje deputado estadual Marcos Zerbini que também faz parte da ATST. “Quando fui assessor do então vereador Zerbini vi que a ATST precisava ter representantes eleitos para facilitar o diálogo com os governos”, diz Fabio.
Além da moradia, Fabio lembra que a ATST também atua na área da educação. “Além de moradia, os associados queriam que seus filhos pudessem cursar uma faculdade. Temos convênios com 12 faculdades particulares (Unicid, Campo Salles, Sumaré entre outras) e que concedem até 70% de desconto nas mensalidades para diversos cursos. Já atendemos a cerca de 70 mil estudantes”, diz.

Sobre a política, o vereador diz que “Não acredita no político salvador da pátria. A política é uma ferramenta para melhorar as condições das pessoas, principalmente as mais pobres e isso me motivou a disputar a eleição para vereador. As pessoas não se deixam mais enganar, sabem quem trabalha e quem não trabalha. Espero que os eleitores se conscientizem e participem mais da política, dos Conselhos de Segurança, de Saúde, das reuniões de zeladoria que acontece nas prefeituras regionais”.

O vereador se compromete a lutar pelo Hospital Sorocabana, a reestruturação do Mercado da Lapa e outras demandas. “Não será para amanhã, mas espero ajudar a resolver. Vou falar o que as pessoas precisam ouvir e não o que elas gostariam de ouvir. Vou mostrar às pessoas que é possível fazer um trabalho bonito”. finaliza.

www.facebook.com/fabio.riva.520

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA