Nossos olímpicos na Rio 2016

0
1304

Foto: Divulgação

Divulgação
O Centro de Atendimento do Trabalhador (CAT) Vila Leopoldina

Dez atletas do SESI Vila Leopoldina estarão nas olimpíadas do Rio. Nove no time do Brasil e um na delegação dos Estados Unidos.

Este é o resultado de um projeto de preparação de atletas de alto rendimento que a o Centro de Atendimento do SESI Vila Leopoldina vem mantendo desde 2008.

Desde agosto de 2015, Marcel Miri, ex-jogador de vôlei e preparador físico. é quem comanda os 300 funcionários da unidade. Mineiro de Areado, Marcel depois de ser campeão por clubes do Brasil e seleção brasileira de várias categorias passou para o outro lado da quadra como fisioterapeuta da equipe de vôlei do SESI-SP que treina e manda seus jogos no ginásio da Vila Leopoldina. Posteriormente passou a gerenciar departamentos de várias unidades do SESI até ser convidado a assumir a diretoria da Vila Leopoldina. “Foi um ano que parece ter durado vários, pelo volume de trabalho que temos aqui”, resume.

(Foto Tiago Gonçalves)
Marcel Miri, diretor do SESI-VL (Foto Tiago Gonçalves)

O SESI-SP tem um programa esportivo que abrange 14 esportes olímpicos e paralímpicos. O SESI-VL se dedica ao vôlei masculino, natação, polo aquático. Os atletas olímpicos do Brasil que treinam na Vila Leopoldina são: Serginho, Douglas Silva, Lucão e Bruninho, do vôlei masculino; as nadadores Etiene Medeiros, Daynara de Paula e Jéssica Cavalheiro e do polo aquático masculino, Bernardo Rocha e Rudá Franco, além de Tony Azevedo que foi convocado pelos Estados Unidos.

Marcel explica que o planejamento de alto rendimento segue o calendário olímpico. “Agora estamos fazendo o balanço para a Rio 2016 e iniciando o planejamento para as próximas olimpíada e paralimpíada em 2020 em Tóquio, no Japão”. Atualmente são cerca de 700 atletas de alto rendimento treinando em unidades do SESI-SP.

A importância de preparar novos atletas tem início com o Projeto Atleta do Futuro (PAF) em todas as unidades do SESI-SP. Voltado para os alunos de 7 a 17 anos, onde todos jovens têm oportunidade de conhecer vários esportes. “Trabalhamos com a base. Hoje temos em nossas unidades mais de 99 mil alunos praticando esportes. E fazemos um acompanhamento do potencial de cada um. Aqui na Leopoldina, focamos no futebol de salão, vôlei, natação e polo aquático, com bons resultados. Isso é bom para o jovem e para o esporte do país”, afirma Marcel.

Atualmente, o SESI-SP conta com 54 unidades, 170 escolas e atende cerca de 170 mil alunos no Estado de São Paulo. Toda essa estrutura é mantida pelas indústrias do Estado e algumas parcerias com empresas.

Prova disso é que a cada olimpíada, o SESI-SP tem um número crescente de atletas nos jogos. Na Rio 2016 o SESI-SP tem 14 atletas selecionados, lembrando que nove são atletas do SESI Vila Leopoldina. Além dos atletas convocados, 6 profissionais das áreas técnicas também foram convocados para o maior evento esportivo do mundo, que são os jogos olímpicos. Nas paralimpíadas, atletas do SESI-SP também vão representar o Brasil nas categorias atletismo paraolímpico, vôlei sentado, goalball e bocha, além de dois técnicos da unidade de Santo André do SESI-SP.

Além dos esportes, o SESI-VL é “um oásis bem no meio da Vila Leopoldina” e está aberto à comunidade. Marcel explica que a unidade têm uma escola onde os filhos dos industriários têm a preferência na hora da matrícula, mas “cerca de 40% das nossas vagas são destinadas à comunidade que são selecionados através de um vestibular, porque o número de interessados sempre é maior do que o número de vagas oferecidas”. Porém lembra que ninguém tem privilégio, “Nem eu posso indicar um candidato. Não tem ‘jeitinho’. Todos são tratados com igualdade”, enfatiza.

Além da escola, o SESI-VL tem um setor de fisioterapia com especialidades e Pilates aberto para o público em geral. É bom lembrar que a fisioterapia no Brasil começou por aqui, quando o SESI montou e equipou o primeiro hospital voltado para atender aos trabalhadores que sofreram algum acidente ou doença.

Na área de cultura, há um teatro, uma biblioteca e gibiteca aberta para a comunidade. O curso de teatro do SESI-VL é bem concorrido e já formou um bom número de atores e atrizes.

Ser usuário do SESI-VL não sendo industriário é fácil, lembra Marcel. “Basta ir até a Secretaria Única aqui da unidade e se inscrever na atividade física que desejar e pagar o valor de cada modalidade escolhida, seja para natação, academia ou outro esporte”. É bom informar que o parque aquático é utilizado pelos alunos e atletas durante a semana e fica liberado para o público em geral nos finais de semana e feriados.

E para a Rio 2016, Marcel acredita que alguns dos atletas do SESI-VL tem reais chances de conseguir uma medalha. Para ele, “o vôlei masculino e algumas nadadoras, se possível de ouro”, assim deseja Marcel e todos a torcida brasileira.

SESI Vila Leopoldina, Rua Carlos Weber, 835, Vila Leopoldina, Telefone 3833-1066, www.sesisp.org.br

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA