Para malhar a mente

0
2234

Espaço criado para trabalhar a arte em mosaico proporciona relaxamento, técnica e foco.

Chamada de “a pintura do tempo” pelos romanos, a técnica de fazer peças em mosaico é comparada a uma terapia. De acordo com Eduardo Medeiros Passanezi, professor e proprietário da Academia do Mosaico, a arte proporciona ao aluno uma experiência de imersão dentro de si próprio e possibilita até a melhoria de sua saúde física e mental. “Eu digo que é como malhar a mente, por isso dei o nome de academia ao local”, explica.

A proposta é levar aos alunos um curso completo de mosaico de pastilhas de vidro, envolvendo todo o universo de possibilidade desse segmento – dá para fazer desde peças pequenas, objetos decorativos, luminárias grandes, tampos de mesa, até painéis de parede completos. “Meu curso dura de 30 a 40 dias, justamente para ter essa qualidade, essa alteração no estado espiritual, que mexe com múltiplos aspectos, incluindo o emocional”, declara Eduardo.

Ele conta que trabalha com mosaico há 18 anos. “Eu me formei em administração de empresas, mas em determinada época da vida, até por indicação de um amigo, comecei a confeccionar compulsivamente as peças feitas com mosaico e a vender nas ruas. Desde então passei a receber encomendas e a viver dessa arte. Hoje, com 46 anos, eu quero passar meu conhecimento para frente. Eu digo que é uma imersão espiritual porque o aluno passa três horas por dia aprendendo a compor sua peça, e como a escala de trabalho é lenta, ele tem de desenvolver sua paciência, sua temperança. Não pode ser imediatista porque senão o trabalho não fica bom, e isso se reflete muitas vezes em sua rotina. Ele aprende a respirar direito, que é uma coisa simples, mas que com essa vida agitada, acaba desaprendendo”, diz.

O curso ministrado por Eduardo tem como objetivo formar mosaicistas, ou seja, pessoas aptas a se tornarem profissionais e até professores. O ambiente onde o curso é dado é agradável, com música suave e o mínimo de barulho possível. Crianças, jovens, adultos e idosos podem aprender a técnica, desde que estejam dispostos a participar da experiência. Sua técnica consiste em trabalhar com pastilhas de vidro de 1×1 e 2×2 cm, lapidando e ajustando primorosamente as pedras, diferente da arte rústica.

Em agosto, Eduardo programou novas turmas e as inscrições ainda estão abertas, mas as vagas são limitadas. Os alunos podem escolher o melhor horário das aulas, a partir das 8h até às 22h.

Academia do Mosaico
Avenida Dr. Gastão Vidigal, 1.132,
loja ASQ3, Vila Leopoldina
Telefone 2368-6621
www.facebook.com/pages/Academia-do-Mosaico

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA