Teatro do Sesi reabre|ao público

0
782

Foto:

Teatro do Sesi reabre ao público

Mais bem estruturado e com mais poltronas à disposição, o teatro do Sesi Vila Leopoldina reabriu para a comunidade com a peça “Como Nossos Pais”, de Pedro Neschling.
Após dois longos anos de reforma, o teatro do Sesi Leopoldina finalmente reabriu suas portas no começo de novembro, mais precisamente no dia 10, com uma sessão para convidados do espetáculo “Como Nossos Pais”.
A peça, escrita, dirigida e encenada pelo ator Pedro Neschling, é um drama, que conta a história conturbada de Ivan Kaufmann, um empresário bem–sucedido, e seu filho Luiz Eduardo. Dois outros personagens, a namorada do filho e um empregado da família, são inseridos na trama, que permeia momentos de confraternização com dor e insatisfação e tem um final surpreendente. “Como Nossos Pais” tem a participação de Fabrício Santiago, Oscar Saraiva e Vitória Frate, além de Neschling, e pode ser assistida até o dia 16 de dezembro, sempre de sexta e sábado, às 18h e 20h30, respectivamente, e aos domingos às 18h. 
Além desse espetáculo, desde sua reabertura, o teatro também já recebeu as peças “A Todo Vapor” e “Viúva, Porém Honesta”, encenada pelos alunos do Núcleo de Artes Cênicas da unidade e ainda em cartaz até o dia 22 de dezembro, de terças e quintas-feiras, 20h.
De acordo com o orientador de Artes Cênicas, Diogo Spinelli, toda a estrutura física do teatro foi reformada. “Anteriormente, tínhamos uma sala adaptada, agora temos um teatro melhor estruturado, desde o espaço de recepção até a cabine técnica, com poltronas confortáveis, ar-condicionado e isolamento acústico”, informa.O número de cadeiras também aumentou. Antes, o teatro acomodava 80 lugares, hoje, dispõe de 96, mais quatro especiais. Após o dia 22, o teatro encerra as atividades de 2012 e só volta em março de 2013. Spinelli diz que a programação do próximo ano ainda está sendo fechada. “Com certeza teremos diversos espetáculos para todas as idades e também shows musicais. A proposta é de que o teatro seja também utilizado para receber os shows da unidade, mas não é descartada a possibilidade de alguns deles serem realizados na área ao ar livre, dependendo da proposta de cada grupo e artista”, finaliza.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA