Malhação pode ser divertida

0
786

Foto:

François: o lado divertido do exercício

Fazer atividade física é item essencial para uma vida saudável. Mas atividade física não é só corrida, spinning, musculação e outras atividades encontradas nas academias. Muitas pessoas até gostariam de ter uma vida mais saudável, mas não gostam, ou não conseguem se adequar ao clima das academias.
Foi pensando nesse público que surgiu a Vibe Fun. A academia Vibe já é conhecida há nove anos e tem duas unidades, na Vila Leopoldina e na Pompeia. Mas a nova unidade, recém-inaugurada, traz outro foco: a diversão como item principal para o exercício.
“A ideia é que as pessoas não tenham o foco de treinamento. Embora elas vão conseguir resultados, elas vão estar aqui se divertindo”, explica o sócio François Bonaventure.
Entre as atividades disponíveis estão parkour; circo, tanto aéreo com acrobacias com malabares, monociclo e perna de pau; aulas de funcional focadas no equilíbrio; aulas que simulam treinamentos militares; aulas que criam o preparo físico parecido com os lutadores do UFC; e aula de treinamento russo com kettlebels. O espaço foi projetado para essas aulas e conta com cama elástica, parede de escalada, área para o treinamento militar e mais.
E as atividades não são só para adultos. Crianças até 12 anos têm aulas duas vezes por semana com iniciação ao circo e parkour. De 12 a 18 anos, eles têm uma aula por dia. Os adolescentes podem passar o resto do período se divertindo em uma área criada com jogos eletrônicos focados na atividade física, cama elástica e quadra de basquete.
Para os adultos, o sistema funciona como o de uma academia tradicional. Você paga uma mensalidade e pode frequentar quantas aulas quiser, no horário que quiser. “Como já venho do ambiente de academia, quis fazer na mesma linha para não complicar o dia-a-dia”.
E para os dias em que você não estiver com muita vontade dessas atividades, há uma sala com esteiras e outros aparelhos para exercícios aeróbicos. “Quem vem curte muito. Fizemos aqui para o pessoal que não gosta de academia, daquele ambiente. Aqui é mais o foco de diversão, arte, uma outra relação com a atividade física”, ele completa. Vale a pena conferir!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA