Um passeio divertido

0
1163

KELLY MONTEIRO

O que fazer durante as férias sem que, para se divertir, seja preciso sair da região? Ao invés de passar as tardes ensolaradas em shoppings ou mesmo em casa em frente à tevê, que tal levar as crianças, os cachorros, chamar os amigos para um passeio gostoso e bem mais saudável ao ar livre? A sugestão é o Parque Villa-Lobos, localizado entre os bairros da Vila Leopoldina e Alto de Pinheiros. São 732 mil m² de área total, com 612 mil m² de muito verde, por onde passam 3 mil pessoas durante o dia, de segunda a sexta, e de 50 a 70 mil pessoas nos finais de semana e feriados com sol.
Há atividades para toda a família no parque. Os esportistas contam com dois campos de futebol de terra, dois campos gramados e um campo de futebol de areia, além de sete quadras de tênis, duas quadras poliesportivas, uma quadra de basquete, uma de futsal e duas quadras de vôlei de areia. Os adeptos de corrida e de caminhada têm à disposição uma pista com 6.800 metros e os patinadores e skatistas também têm seu espaço por lá.
Quem gosta de ir ao Villa-Lobos para pedalar, mas não tem uma bicicleta, não precisa se preocupar. Logo na entrada principal barracas alugam bicicletas, patins e afins: uma boa maneira de conhecer o parque inteiro é pela ciclovia de 2.900 metros, totalmente pavimentada.
As crianças têm espaços totalmente dedicados a elas, como os parquinhos na Praça Central. E quem quer apenas relaxar pode se acomodar à sombra das árvores, seja nos bancos ou na grama, ler um livro ou simplesmente ouvir os passarinhos por todos os cantos ou passeando pela Trilha das Aves. Aliás, a preservação ambiental é um dos pontos fortes do parque. “Temos um Centro de Educação Ambiental que faz um trabalho muito intenso”, diz Flávio Augusto Werner Scavasin, administrador do Parque Villa-Lobos. Segundo ele, o CEA, como é mais conhecido, oferece cursos para crianças e adolescentes e promove atividades como o Encontro Brasileiro de Observadores de Pássaros e a Oficina de Orquídea. “Como é um local muito aprazível, fazemos oficinas de dança e algumas atividades culturais no local”.
Flávio observa que o Parque Villa-Lobos é um “pulmão”, ou seja, uma referência para a região, tanto que um dos maiores torneios de tênis, o São Paulo Open de Tênis, acontece ali, no final de cada ano (em 2007, começou no dia 28 de dezembro). “Uma grande arena é montada para este torneio. O parque é uma área onde as pessoas que moram em São Paulo podem espairecer, ter uma noção de horizonte. É um lugar de descanso, que chama as pessoas à contemplação, à brincadeira. É o parque das famílias, dos amigos e queremos que seja muito musical”.
E música não faltou no Villa-Lobos em 2007. Foram vários shows gratuitos, como o de Milton Nascimento e da cantora canadense Diana Krall. “Os shows são submetidos a um conselho que se reúne a cada dois meses. Avaliamos a viabilidade de cada um e damos preferência para aqueles shows que não tragam um público muito elevado e que sejam adequados às condições do parque, de estacionamento, limpeza, preservação das áreas”, informa Flávio. Em janeiro, um super show está previsto para o aniversário de São Paulo, no dia 25, quando também se comemora o aniversário de Tom Jobim. “Será um show de bossa nova, com a participação de muitos artistas, entre eles, Roberto Menescal, Zimbo Trio, Carlos Lira, João Donato, Emílio Santiago, Leila Pinheiro, César Camargo Mariano, Fernanda Takai e Bossacucanova”. Ainda a ser confirmado, este show, assim como os outros, é gratuito, diferentemente das apresentações do Cirque du Soleil, que se apresentará no parque, de fevereiro a maio. “É uma sessão onerosa e eles estão pagando pela utilização desta área sem prejudicar o usuário do parque. E isso vai gerar melhorias, principalmente a construção da sede da polícia, que está em condições precárias”, complementa Flávio.
Falando em polícia, Flávio lembra que, mesmo com o aumento do movimento no Parque Villa-Lobos, crianças e adultos dispõem de um local seguro para passear. “Temos um batalhão da Polícia Militar; a topografia, mais elevada do que o nível da rua, também favorece a segurança; por ser plano, tem mais visibilidade. Trabalhamos bastante com a prevenção”.
Agora que você já conhece um pouco mais sobre o Parque Villa-Lobos programe seu dia de diversão e aproveite as férias.

Como usar o parque

O usuário não paga absolutamente nada para usar a estrutura do Parque Villa-Lobos.
Os animais podem ir ao parque, mas não podem andar soltos. Eles têm que usar coleira e guia. Pittbulls, rottweilers ou cães de outras raças determinadas por lei têm que usar focinheira. Há três bebedouros para cachorros no parque.
Pode-se tomar sol no parque. Flávio diz que as pessoas costumam fazer isso no Jardim da Melhor Idade. Segundo ele, há um projeto em andamento para a instalação de chuveiros públicos.
Reciclagem: não deixe o lixo que você produz em qualquer canto do parque. Há 175 lixeiras duplas, para orgânicos e recicláveis, todas sinalizadas.
Há rampas de acesso para deficientes físicos em todo o parque, além de estacionamento e telefone para deficientes auditivos.
Há 1.150 vagas para estacionamento em áreas internas e nos bolsões.
O Parque Villa-Lobos conta ainda com 30 aparelhos de ginástica, um anfiteatro aberto com 450 lugares, um pomar com 50 árvores frutíferas, 49 quiosques, 12 telefones públicos, 7 estações sanitárias públicas e 29 barracas de alimentos.

O que não pode

Não é permitido que se faça fogueira ou churrasco no parque. Flávio informa que muitas famílias têm comemorado aniversário de crianças no Villa-Lobos. Para isso, basta procurar a administração e colaborar cuidando do lixo.
Também não é permitido que se faça propaganda exagerada no parque. São proibidas faixas, panfletagem ou abordagem de pessoas.

Para a comunidade:

Projeto Criança Cidadã: oferece atividades recreativas e esportivas para crianças e adolescentes.
Projeto Bola Dentro: forma gandulas, juízes de linha e de cadeira, rebatedores de bolas, professores de tênis e tenistas profissionais.
Futebol de campo, areia e futsal: projetos diversos para adolescentes.
Liang Gong. Prática oriental na quadra de voleibol. Vários horários.
Oficina de Orquídeas: acontece bimestralmente, no segundo domingo dos meses ímpares, no CEA.
Adestramento de cães, agility e handler:todos os sábados, das 14h30 às 16h30.

COMPARTILHE
Próximo artigoGente 296

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA